Últimas Covid-19

Todas as notícias sobre a pandemia que já matou mais de dois milhões de pessoas em todo o mundo
22 Fevereiro 2021
13 fev, 18:18

Federação defende inclusão das pessoas com autismo na primeira fase da vacinação

 A Federação Portuguesa de Autismo (FPDA) defendeu hoje que as pessoas com autismo com mais de 16 anos e os profissionais que lidam com elas devem estar contemplados na primeira fase da vacinação contra a covid-19.

Em comunicado, a FPA diz ter conhecimento de “vários surtos” no país que envolvem crianças, jovens e adultos com autismo, e dos trabalhadores que os apoiam, o que causa “graves problemas”.

“O impacto que a pandemia por covid-19 tem causado nas pessoas com autismo de todos os grupos etários é de difícil mensuração, mas tem sido devastador na sua vida e causado regressão acentuada pela disrupção das atividades diárias, e em especial nos mais novos, com a interrupção/diminuição da intervenção precoce e inclusão na escola e na sociedade”, refere a nota.



AO MINUTO

18:37
15:36
15:08
VÍDEO

Covid-19: regulador americano recomenda aprovação da vacina da Johnson & Johnson

A comité consultivo da autoridade do medicamento norte-americana recomendou a autorização de emergência da vacina da Johnson & Johnson contra a covid-19. 

Há 3h e 53min
15:08
VÍDEO

Conheça o livro que explica a covid-19 às crianças de forma "científica mas simples"

Será certamente o mais inclusivo de todos os livros para crianças curiosas.

Conta a história do vírus, com recurso a todas as linguagens, É uma história criada por cientistas italiano. agora tornada acessível pelo Politécnico de Leiria

Há 3h e 57min
14:58
VÍDEO

Covid-19: hospital de Évora disponibiliza visitas por videochamada

Com a pandemia as visitas de familiares a doentes internados em hospitais ficaram suspensas. 

No hospital de Évora a solução para manter a conversa em dia. é a videochamada.  

Hoje às 14:57
14:55
VÍDEO

Simulador virtual em 3D ajuda alunos a diagnosticar doentes em tempo de pandemia

No Porto, os estudantes de medicina têm agora mais uma ferramenta para de forma realista aprenderem e diagnosticar pacientes em tempos de pandemia. É uma inovadora plataforma virtual a 3 dimensões.

São 28 simuladores com base em casos reais.

Hoje às 14:53
14:52
VÍDEO

Covid-19: hospital de Vila Real ainda tem 40 doentes covid internados

O hospital de Vila Real chegou a ter só nos cuidados intensivos cerca de 25 pessoas com covid-19. 

Agora o panorama é diferente mas a dedicação dos profissionais da linha da frente continua a ser total.

Hoje às 14:52
14:50
VÍDEO

Portugueses e espanhóis juntam-se na fronteira de Bemposta para exigir a reabertura

Na fronteira da Bemposta, no concelho do Mogadouro, portugueses e espanhóis juntaram-se em protesto para pedir a abertura daquele ponto de passagem entre os dois países.

Hoje às 14:48
14:50
VÍDEO

"Limpar a cabeça e a alma": lisboetas aproveitam dia de sol para fazer exercício

Em Belém, esta manhã, foram muitas as pessoas que aproveitaram para fazer exercício ou passear os animais.

Regra geral, o uso de máscara foi cumprido, bem como o distanciamento social.

Hoje às 14:39
14:36
VÍDEO

Covid-19: portuenses aproveitam dia de sol para passear e fazer exercício

No Porto, o bom tempo convida a passeios à beira mar e à prática de exercício físico. Máscara e distanciamento social, fazem agora parte do pouco tempo que se passa fora de casa.

Hoje às 14:36
14:33
VÍDEO

António Costa aponta plano de desconfinamento para dia 11 de março

António Costa admite que o mais natural é que o plano de desconfinamento comece pelas escolas, mas só no dia 11 de março se começa a apontar um novo caminho.

Hoje às 14:32
14:31
VÍDEO

Covid-19: apenas 55% das pessoas responderam aos SMS da vacinação

Apenas 55% dos convocados para a vacina da covid-19 responderam ao SMS e em Lisboa, por exemplo, a primeira opção já começa a ser o telefone.

Hoje às 14:29
14:26
VÍDEO

Covid-19: maiores de 70 anos foram inoculados com vacina da AstraZeneca

Portugal já vacinou 3% da população contra a covid-19. Pelo menos 30 com mais de 70 anos foram inoculados com a vacina da Astrazeneca cuja eficácia não está provada para maiores de 65 anos.

Hoje às 14:26
14:05
13:15

Na UCI de Vila Real videochamada aproxima família que não falava há um mês

Um mês depois, Manuel Ramos, de 74 anos, falou com o filho através de uma videochamada e representou mais um sinal de esperança nos cuidados intensivos do Hospital de Vila Real, onde são tratados os doentes covid-19 críticos.

A voz ainda é fraca e, por isso, o septuagenário precisa de ajuda para se fazer entender pelo filho que, do outro lado do ‘tablet’, sorri por ouvir a voz do pai.

“Já não ouvia a voz dele quase há um mês, tem sido uma maratona muito grande. Mas vai correr tudo bem”, afirmou o filho, Rui Ramos.

Manuel Ramos disse ter saudades de casa, que está a ser bem tratado no hospital e, pelo meio, a conversa ainda passou pelo futebol.

O quadro clínico era complicado, com covid-19, diabetes, hipertensão, obesidade e uma operação recente. “Mas, graças a Deus, as coisas estão a correr bem e vamos esperar que continuem a correr bem”, salientou o filho.

Manuel Ramos teve de ser submetido a ventilação invasiva, através de uma traqueostomia, e, depois de lhe ter sido removido o tubo, entrou numa nova fase da recuperação, mas ainda com um longo caminho pela frente.

Para além da videochamada, durante uma visita à unidade de cuidados intensivos (UCI) de Vila Real, do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), foi possível observar o médico intensivista Igor Milet a fazer uma traqueostomia, a enfermeira Marta Pinto numa sessão de reabilitação com uma paciente e ainda conversar com uma doente ali internada há 15 dias.

Olinda Gomes, de 59 anos e residente em Resende (Viseu), disse que não sabe como contraiu o coronavírus SARS-CoV-2 até porque há muito que andava a ter cuidado e nunca saía de casa sem a máscara.

A “pouca força” que sentia foi o sinal para ir ao médico e acabou por ser o caso mais grave na família. Não precisou de ventilação invasiva, mas uma pneumonia e o receio de um agravamento da sua situação trouxeram-na à UCI.

A enfermeira-chefe Jandira Carneiro explicou que muitos destes doentes ficam com “grandes sequelas”, desde motoras, respiratórias ou cognitivas. “Temos doentes a chegaram aos 65 dias aqui. É dramático”, apontou.

Marta Pinto, enfermeira especialista na área da reabilitação, referiu que estes têm sido meses de “muito trabalho”, de “algumas tristezas” e de “grandes alegrias”.

É que mesmo após a cura da covid-19, há um “longo percurso” porque há doentes que ficam em comas induzido vários dias e o seu corpo requer toda uma reaprendizagem.

“Tenho tido muitos doentes a sair daqui a andar pelo próprio pé”, salientou, explicando que alguns “têm de reaprender a respirar, a comer, a tossir, a andar”.

Igor Milet frisou que a covid-19 é uma doença com “um percurso complexo, muito longo e que cria outros problemas” nos doentes. “O processo de reabilitação, de recuperação da qualidade de vida, muitas vezes é conseguido fruto de muito trabalho, mas também é verdade que há doentes que ficam com sequelas para a vida”, referiu.

Esta doença, frisou, levantou um novo “paradigma de cuidar” porque tira o “direito ao doente e à família de um acompanhar do processo do cuidado”, pelo que, acrescentou, se tenta fazer a aproximação através dos meios audiovisuais.

A UCI do CHTMAD chegou a atingir a capacidade máxima de 24 camas ocupadas com doentes covid-19. Esta semana o número de doentes na UCI era de 11.

Os meses que se seguiram a outubro foram de grande pressão e foi, inclusive, ativada uma nova área junto ao recobro do bloco operatório para doentes não covid-19, conforme estabelecido no plano de contingência. Essa área já foi, entretanto, desativada.

Francisco Esteves, diretor do serviço de medicina intensiva, referiu que não houve necessidade de transferir doentes críticos para outros hospitais e que este centro hospitalar recebeu pacientes de outras instituições.

O médico explicou que no CHTMAD, após a primeira vaga, se apostou na antecipação de cenários, no planeamento, no reforço das equipas e na reorganização da UCI, criando circuitos independentes e áreas de isolamento com pressões negativas.

Foram investidos cerca de 1,5 milhões de euros, adquiridos mais ventiladores e o número de camas aumentou das 14 para as 24.

“Aquilo que fizemos foi tentar antecipar e planear cenários difíceis de forma a podermos dar uma resposta adequada à comunidade”, afirmou Francisco Esteves.

Neste serviço trabalham à volta de 150 profissionais de saúde e, desde março de 2020, foram admitidos cerca de 170 doentes covid-19 críticos, com os resultados preliminares a apontaram para uma taxa de mortalidade a rondar os 20%.

Médicos, enfermeiros, assistentes operacionais estão juntos na luta pela vida destes doentes que, na UCI, estão permanentemente monitorizados.

Francisco Esteves disse que o CHTMAD se vai manter com “perfil de ativação máxima pelo tempo que for necessário” para dar resposta a doentes covid e, sobretudo agora, cada vez mais a doentes não covid-19.

“Neste momento já parece haver um bocadinho de alívio em termos de carga de trabalho, agora do ponto de vista psicológico acho que ainda nenhum de nós se conseguiu libertar porque não temos a certeza do que é que vem a seguir”, afirmou Jandira Carneiro.

A vaga que se segue pode ser outra vez de covid ou de doentes com outras patologias e, por isso, “baixar a aguarda” são palavras que não são usadas neste serviço.

Os profissionais insistem também no apelo à população para que adote todos os cuidados necessários para travar a pandemia.

13:14

Médicos que exercem no privado nos Açores vão ser vacinados na próxima semana

Os médicos com mais de 65 anos que exercem no privado nos Açores vão ser vacinados na próxima semana, na sequência de um acordo com a direção regional de Saúde, foi hoje anunciado.

A presidente do Conselho Médico dos Açores da Ordem dos Médicos, Margarida Moura, referiu à agência Lusa que esta “era uma grande preocupação e uma insistência, desde 05 de fevereiro", junto do Governo dos Açores, uma vez que estes médicos “são prioritários porque estão no ativo a tratar doentes”.

A responsável referiu que manifestaram vontade de serem vacinados 34 médicos na ilha de São Miguel, cinco na Terceira, quatro no Pico e um em São Jorge, tendo recordado que os médicos, enfermeiros e auxiliares do Serviço Regional de Saúde já foram vacinados como prioritários.

Margarida Moura disse concordar com as prioridades adotadas no processo de vacinação em curso nos Açores, mas salvaguardou que os médicos “deveriam ter sido todos vacinados, públicos e privados, uma vez que prestam todos cuidam de doentes do Serviço Regional de Saúde”.

A presidente do Conselho Médico dos Açores da Ordem dos Médicos congratulou-se entretanto com o surgimento do primeiro hospital privado dos Açores porque “vai alargar as opções dos doentes e traz especialidades que não existem na região”.

O diretor da Saúde do executivo açoriano já admitiu que a região pode não cumprir o prazo previsto para a primeira fase de vacinação contra a covid-19, alegando que as vacinas estão a chegar a um ritmo lento.

“Se não houver alteração no ritmo da chegada das vacinas, dificilmente será conseguido esse prazo para a vacinação do primeiro grupo”, avançou Berto Cabral, em declarações aos jornalistas, em Angra do Heroísmo, à margem de reuniões com sindicatos da saúde.

O plano regional de vacinação dos Açores contra a covid-19 previa que a primeira fase do processo decorresse entre dezembro de 2020 e abril de 2021, mas, segundo o diretor regional da Saúde, “subsiste a dúvida” sobre se a região vai ou não receber as vacinas necessárias “dentro do prazo”.

Os Açores receberam a 16 de fevereiro mais um lote de vacinas da Pfizer com 5.875 doses e estimam receber outras três caixas (com 5.875 doses cada) “na primeira semana de março”.

A Autoridade de Saúde dos Açores informou sexta-feira que, nas últimas 24 horas, não houve registo de novos casos positivos de covid-19 na região, tendo recuperado da doença três doentes.

"Quatro meses e 10 dias depois de 17 de outubro, a região volta a registar um dia sem casos positivos", refere a entidade no seu comunicado emitido diariamente.

Sexta-feira também já não existiam doentes com covid-19 internados em qualquer um dos três hospitais da região, localizados nas ilhas de São Miguel, Terceira e Faial. Na quinta-feira, havia ainda um doente hospitalizado em Ponta Delgada (São Miguel).

13:07

Ministros da Saúde debatem segunda-feira novas variantes, testes e vacinas

Os ministros da Saúde da União Europeia (UE) reúnem-se na segunda-feira, sob presidência portuguesa, para discutir as novas variantes do coronavírus, uma nova abordagem à testagem e os processos de vacinação nos 27 Estados-membros.

A reunião, por videoconferência, é presidida pela ministra Marta Temido e conta com a participação do vice-Presidente da Comissão Europeia Margaritis Schinas, da comissária europeia da Saúde e Segurança Alimentar, Stella Kyriakides, e de representantes da Agência Europeia do Medicamento (EMA) e do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC).

“Serão discutidas matérias como o surgimento de novas variantes do Sars-CoV-2 e a importância de uma nova abordagem na testagem, bem como a troca de informações relativas aos planos de vacinação dos Estados-Membros”, segundo nota divulgada pela presidência portuguesa do Conselho da UE.

Este conselho informal realiza-se dias depois de mais uma cimeira virtual da UE dedicada à resposta coordenada no combate à pandemia de covid-19 em que os líderes europeus afirmaram como grande prioridade acelerar a produção de vacinas e a campanha de vacinação.

Nas conclusões da cimeira, o Conselho Europeu diz apoiar “os esforços adicionais por parte da Comissão para trabalhar com a indústria e os Estados-Membros no sentido de aumentar a atual capacidade de produção de vacinas, bem como de adaptar as vacinas às novas variantes, consoante necessário”.

As conclusões dos 27 assumem que “a situação epidemiológica continua a ser grave e as novas variantes representam desafios adicionais”, pelo que é necessário “manter restrições rigorosas, intensificando simultaneamente os esforços para acelerar o fornecimento de vacinas”.

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou, na sexta-feira, que a indústria portuguesa irá contribuir para o “esforço coletivo” para aumentar a capacidade de produção de vacinas na UE, referindo que o Governo já comunicou a Bruxelas “as capacidades diversas” da indústria farmacêutica portuguesa “para colaborar nas diferentes fases de produção de uma vacina”.

12:59
12:22
VÍDEO

A incrível homenagem de uma equipa após duas semanas de isolamento num hotel

Equipa dos Kaiviti Silktails, das ilhas Fiji, fez uma incrível homenagem aos funcionários do hotel na Austrália onde tiveram de fazer o isolamento profilático para poderem competir no país.

Hoje às 10:00
12:21
Loading

N�o existem mais eventos...