Últimas Covid-19

Todas as notícias sobre o novo coronavírus que está a preocupar as autoridades a nível mundial.
11 Setembro 2020
8 mai, 13:50

Prevalência da infeção por SARS-CoV-2 em Portugal pode atingir o pico esta semana

A Cotec informou hoje o lançamento de um novo painel de controlo COVID-19 Insights, que indica que a prevalência da infeção por SARS-CoV-2 em Portugal pode atingir o pico esta semana.

O novo painel de controlo disponibiliza indicadores de natureza prospetiva de apoio à decisão da comunidade empresarial, comunidade académica e público em geral, refere a Cotec em comunicado, sublinhando que o projeto resultou de uma parceria entre a Cotec Portugal e a NOVA Information Management School (NOVA IMS) da Universidade Nova de Lisboa.

Portugal surge na 15.ª posição em número de casos confirmados e número de óbitos por 100.000 habitantes, lê-se no comunicado, e ocupa a 59.º posição mundial em número de recuperados, na análise relativa.

Além disso, dá nota de que os portugueses quebram confinamento ao fim de semana, a segunda e a sexta-feira são os dias em que há mais portugueses em casa, Bragança, Beja, Portalegre e Guarda foram os distritos que menos respeitaram o confinamento e que Vila Nova de Foz Côa, Castro Daire e Ovar apresentam o maior índice de risco por município.



AO MINUTO

11:15

Setores da aviação e turismo pedem a Bruxelas que ponha fim ao “caos”

Mais de 20 organizações europeias dos setores do turismo e aviação pediram hoje à Comissão Europeia que ponha fim à “situação caótica” das restrições de viagens devido à covid-19 e estabeleça um Protocolo de Testes para a UE.

O apelo surge numa carta aberta dirigida à presidente do executivo comunitário, Ursula von der Leyen, na qual as federações, associações e sindicatos europeus, que representam mais de 5.000 membros, sublinham a urgência de Bruxelas assumir a liderança neste processo, face à “contínua falta de coordenação” e “restrições de viagens divergentes”, que ameaçam seriamente os postos de trabalho de 27 milhões de europeus.

A carta dá conta dos mais recentes dados, que dão conta de “um declínio contínuo no tráfego de passageiros nos aeroportos europeus durante as primeiras duas semanas de setembro”, com uma queda de 73%, mais acentuada que aquela verificada em meados de agosto (-65%).

“Esta situação caótica requer o seu envolvimento pessoal imediato. Instamo-la, pois, a fazer desta uma questão prioritária, e pedimos-lhe que a aborde diretamente com os chefes de Estado e de Governo” da UE, lê-se na carta aberta enviada a Von der Leyen.

11:04
11:04
10:31
10:10

Número de mortos em África subiu para os 33.403

 O número de mortos em África devido à covid-19 subiu para 33.403 nas últimas 24 horas, após o registo de mais 152 vítimas mortais, com as infeções a atingirem os 1.131.838, segundo dados oficiais.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas registaram-se, nos 55 estados-membros da organização, mais 5.923 casos de infeção.

Os recuperados são agora de 1.131.838, após o registo de mais 4.803 desde quinta-feira.

A África Austral continua a registar o maior número de casos e mortos: 16.941 mortos e 711.957. A África do Sul, o país mais afetado do continente, contabiliza agora 655.572 casos e 15.772 mortos.

O norte de África, a segunda zona mais afetada pela pandemia, tem agora 284.603 pessoas infetadas e 9.760 mortos e na África Ocidental o número de infeções é de 170.427, com 2.553 vítimas mortais.

10:10

Linha de crédito para produtores de flores e plantas com juros bonificados a 80%

A linha de crédito de 20 milhões de euros dirigida aos produtores de flores de corte e plantas ornamentais terá juros bonificados a 80%, a conceder pelo prazo máximo de quatro anos, informou o Governo.

A linha de crédito bonificada - cujas regras foram aprovadas em Conselho de Ministros na quinta-feira - foi criada para fazer face às dificuldades enfrentadas por estes produtores, decorrentes da atual situação que o país enfrenta, causada pela covid-19.

De acordo com uma nota do Ministério da Agricultura, "pretende-se disponibilizar aos produtores do setor, a custos reduzidos, os meios financeiros necessários à manutenção da atividade, que lhes permita a liquidação ou renegociação de dívidas, junto de fornecedores de fatores de produção, de instituições de crédito ou demais entidades habilitadas por lei à concessão de crédito".

Esta é uma medida que visa criar condições de tesouraria para a retoma de um setor muito importante e que não usufruiu de outros apoios e foi muito afetado por esta pandemia”, esclarece a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes na nota enviada.

Quanto ao financiamento desta medida, a versão preliminar do documento aprovado, a que a Lusa teve acesso, refere ser assegurada por verbas nacionais do orçamento de investimento do Ministério do Agricultura da responsabilidade do IFAP — Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas.

09:04

Israel preparado para regressar hoje ao confinamento

Israel está a preparar-se para regressar hoje a um confinamento para tentar conter um surto de covid-19 que há meses tem piorado, numa altura em que o governo tem sido atormentado por indecisão e lutas internas.

O confinamento de três semanas começa às 14:00 locais (12:00 em Lisboa) e incluirá o encerramento de muitos estabelecimentos comerciais, limites estritos para reuniões públicas e em grande parte confinará as pessoas a uma área até um quilómetro das suas casas.

O ‘lockdown’ em Israel coincide com os grandes feriados judaicos, quando as pessoas costumam visitar as suas famílias e juntar-se durante as orações.

Num discurso na quinta-feira, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, alertou que medidas ainda mais rígidas podem ser necessárias para evitar que os hospitais fiquem sobrecarregados. Existem atualmente mais de 46.000 casos ativos em Israel, com pelo menos 577 pessoas internadas em estado grave nas unidades de cuidados intensivos.

"Pode ser que não tenhamos escolha a não ser tornar as medidas mais rigorosas", disse Netanyahu, acrescentando: "Não irei impor um bloqueio aos cidadãos de Israel sem motivo, mas não hesitarei em adicionar outras restrições se for necessário".

Israel relatou um total de mais de 175.000 casos desde o início do surto, incluindo pelo menos 1.169 mortes. Atualmente, reporta cerca de 5.000 novos casos por dia, uma das maiores taxas de infeção per capita do mundo.

07:08

México com 201 mortos e 3.182 novos casos nas últimas 24 horas

 O México registou 201 mortes causadas pela covid-19 e 3.182 contágios nas últimas 24 horas, disseram na quinta-feira as autoridades de Saúde mexicanas.

Desde o início da pandemia, o país somou 684.113 casos, que resultaram em 72.179 mortos.

O balanço diário sobre o novo coronavírus SARS-CoV-2 apresentou um aumento de 0,46% nas infeções e de 0,28% nos óbitos, em relação aos números do dia anterior.

O Ministério da Saúde mexicano indicou que 75.522 casos suspeitos aguardam os resultados dos testes efetuados, com as autoridades a calcularem que pelo menos 40% serão positivos.

A doença causada pelo novo coronavírus é já a quarta causa de morte no México, atrás das doenças cardíacas, da diabetes e do cancro, de acordo com o Instituto de Estatística e Geografia mexicano (INEGI).

07:07

Estados Unidos com 928 mortos e 44.254 casos nas últimas 24 horas

Os Estados Unidos registaram 928 mortes causadas pela covid-19 e 44.254 infetados nas últimas 24 horas, indicou na quinta-feira a Universidade Johns Hopkins.

Desde o início da pandemia, o país contabilizou 197.589 óbitos e 6.670.469 casos de covid-19, de acordo com a contagem independente da universidade norte-americana.

Embora Nova Iorque já não seja o estado com o maior número de infeções, continua a ser aquele que contabiliza mais óbitos (33.162), um número superior ao de países como França ou Espanha. Só na cidade de Nova Iorque morreram 23.767 pessoas.

O Instituto de Métricas e Avaliações de Saúde da Universidade de Washington estimou que os Estados Unidos terão ultrapassado as 258 mil mortes aquando das eleições presidenciais, agendadas para 03 de novembro, e as 400 mil até final do ano.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos e também com mais casos de infeção confirmados. Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

07:03

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

 O BE quer que as normas da Direção-Geral da Saúde sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja respeitado, em compatibilização com a saúde pública.

Em declarações à agência Lusa, o deputado bloquista Moisés Ferreira explicou os objetivos do projeto de resolução através do qual recomenda ao Governo que, “em conjunto com a Direção-Geral da Saúde (DGS), reveja as orientações e normas produzidas sobre o assunto, de forma a melhor harmonizar direitos da mulher grávida e saúde pública e garantindo o respeito pelos direitos legalmente consagrados”.

A lei diz que a mulher grávida tem direito a acompanhamento na vigilância da gravidez e nas várias fases do parto e este direito deve ser respeitado. Durante a covid-19 várias instituições de saúde não estão a respeitar este direito”, apontou.

De acordo com o deputado do BE, “há mulheres grávidas que estão a fazer a vigilância da gravidez e o parto sem acompanhante e isto causa angústia e algum transtorno psicológico”.

07:03

Índia com 1.174 mortos e mais de 96 mil casos nas últimas 24 horas

 A Índia registou 1.174 mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas e 96.424 novos casos, indicou hoje o Ministério da Saúde indiano.

Desde o início da pandemia, o país contabilizou mais de 5,21 milhões de infeções por covid-19, que resultaram em 84.372 mortos.

O estado indiano de Maharashtra, onde fica situada a capital financeira, Mumbai, continua a ser o mais afetado. Pelo menos 474 das 1.174 mortes contabilizadas nas últimas 24 horas registaram-se neste estado.

As autoridades indianas prorrogaram até final do mês a interdição de reuniões com mais de quatro pessoas em Mumbai, onde já morreram 8.320 pessoas desde o início da pandemia.

O ministro da Saúde indiano, Harsh Vardhan, disse que há atualmente um milhão de casos ativos no país.

22:09
VÍDEO

Covid-19: “A reunião que vai ter lugar amanhã devia ter acontecido há uma semana"

Os números da pandemia de covid-19 em Portugal têm-se agravado nos últimos dias.

O professor de Saúde Internacional do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa, Tiago Correia, refere que este aumento é preocupante e receia que "estejamos a perder janelas de oportunidades".

Ontem às 21:41
21:49

Número de infetados ultrapassa 30 milhões em todo o mundo

A pandemia de covid-19 já infetou mais de 30 milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com o balanço mais recente, às 20:45 de Lisboa, feito pela agência France-Presse (AFP).

 

A covid-19 já infetou pelo menos 30.000.062 pessoas e provocou a morte a 943.086, explicita a AFP.

 

Mais de metade dos casos confirmados está localizada nos Estados Unidos da América (6.650.570 casos e 197.364 óbitos), na Índia (5.118.253 infeções registadas e 83.198 mortes) e no Brasil (4.419.083 casos e 134.103 mortes), os três países mais afetados pelo novo coronavírus.

21:00
21:00
20:59

Microempresas de turismo nos Açores podem receber até 14 salários mínimos por trabalhador

Uma microempesa do setor do Turismo nos Açores pode receber, este ano, um apoio equivalente a 14 salários mínimos regionais, por trabalhador, devido à pandemia da covid-19, avançou hoje o vice-presidente do executivo açoriano.

Se forem aproveitados todos os apoios que implementámos, as empresas terão condições para praticamente não terem encargos com os seus trabalhadores, tendo como referência o salário mínimo regional, até ao final deste ano”, adiantou Sérgio Ávila, citado numa nota do Gabinete de Apoio à Comunicação Social do Governo Regional.

O vice-presidente do executivo açoriano participou hoje, em Angra do Heroísmo, numa sessão de esclarecimentos sobre as medidas existentes, dirigida a empresários.

20:55
VÍDEO

Covid-19: OMS fala em "taxas de transmissão alarmantes" na Europa

A covid-19 continua com números descontrolados no continente europeu, e a Organização Mundial de Saúde refere que os dados verificados são "alarmantes". Espanha e França continuam a ser dois dos piores casos.

Ontem às 20:55
19:21

França regista mais de 10.000 casos, um novo recorde de novos casos diários

França registou 10.593 novos casos nas últimas 24 horas, um novo recorde de casos positivos num único dia, elevando o número total de casos desde o início da pandemia para 415.481, revelaram hoje as autoridades francesas.

Desde quarta-feira houve 50 mortes adicionais devido à covid-19. O número total de óbitos desde o início da pandemia no país é de 31.095 e 20.567 dessas mortes aconteceram em meio hospitalar.

Nos últimos sete dias, foram hospitalizadas 3.223 pessoas em França e houve 535 novas admissões nos cuidados intensivos.

19:12

Madeira com dois novos casos positivos que elevam infeções ativas para 54

A autoridade regional de saúde reportou hoje dois novos casos positivos de covid-19 na Madeira, importados do Reino Unido, registando 54 doentes ativos e um total cumulativo de 195 infetados.

Hoje há dois novos casos positivos a reportar, pelo que a região passa a contabilizar um total cumulativo de 195 casos confirmados de covid-19”, informa o Instituto da Administração de Saúde da Madeira (IASaúde) no boletim epidemiológico emitido diariamente.

18:53

Alargado prazo de apoio às empresas afetadas pelos incêndios de outubro de 2017

O Governo voltou a alargar o prazo do sistema de apoio às empresas afetadas pelos incêndios de 15 de outubro de 2017, desta feita devido à pandemia da covid-19, foi hoje anunciado.

O Conselho de Ministros aprovou uma alteração ao decreto-lei que criou o Sistema de Apoio à Reposição da Competitividade e Capacidades Produtivas (Programa REPOR), alargando no máximo até 31 de dezembro o prazo para a conclusão dos projetos de investimento que foram afetados "pela situação epidemiológica da doença covid-19", divulgou o Ministério da Coesão Territorial, em nota de imprensa.

O decreto-lei original, que estabelecia o REPOR, previa uma duração máxima de 18 meses do período de investimento, contados a partir da data da primeira despesa das empresas na recuperação, "prorrogável por mais seis meses em condições devidamente justificadas".

Loading

N�o existem mais eventos...