Últimas Covid-19

Todas as notícias sobre a pandemia que já matou mais de dois milhões de pessoas em todo o mundo
04 Janeiro 2021
28 abr 2020, 11:06

Projeto "AcolheUmaRefeição" reúne mais de 180 pessoas que querem doar comida

Mais de 180 empresas e pessoas que querem doar comida a quem mais precisa já aderiram à plataforma “Acolhe uma Refeição” que arrancou na segunda-feira e que pretende auxiliar os mais afetados na sequência da pandemia de Covid-19.

A ideia para avançar com o AcolheUmaRefeição surgiu depois de termos ouvido a presidente do Banco Alimentar, Isabel Jonet, dizer que em 27 anos nunca tinha visto nada assim, referindo-se ao aumento de pedidos de ajuda alimentar”, disse Ricardo Paiagua, da uppOut que gere a plataforma

Isabel Jonet revelou na segunda-feira que desde o início da pandemia de covid-19 já chegaram mais de 11.600 pedidos de ajuda de agregados familiares, através da Rede de Emergência Alimentar criada pela Entreajuda, da qual o Banco Alimentar faz parte.

Este número representa 55 mil pessoas, estima Isabel Jonet, e são todos novos casos de pobreza, provocados sobretudo pelo desemprego das pessoas que tinham trabalhos precários, e de profissionais liberais, que apenas recebiam quando trabalhavam.

V�DEO

“Banco Alimentar recebeu 11.500 pedidos de ajuda. Estimamos que sejam 55 mil pessoas”

A pandemia obrigou a economia a fechar e muitas pessoas entraram inesperadamente no desemprego ou em processo de lay-off. A zona de Lisboa e Setúbal têm sido das mais afetadas, de acordo com Isabel Jonet, do Banco Alimentar.
 



AO MINUTO

14:55

Registados mais 36 doentes nos Açores em 24 horas

O arquipélago dos Açores registou, nas últimas 24 horas, 36 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, segundo revela o comunicado da Autoridade de Saúde Regional hoje divulgado.

De acordo com a fonte, no período em causa foram feitas 1.313 análises efetuadas nos laboratórios de referência na região e nos laboratórios privados com convenção com o Serviço Regional de Saúde.

Os 36 novos casos registados dividem-se entre São Miguel (26), Terceira (cinco) e Faial (cinco).

14:53
13:21

Ordem dos Advogados denuncia indefinição nos tribunais

A Ordem dos Advogados (OA) denunciou hoje a indefinição que se vive nos tribunais depois do anúncio da suspensão dos prazos processuais não urgentes ter sido feito antes da lei que o permite estar aprovada.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a OA frisa que o anúncio levou alguns magistrados a cancelarem imediatamente as diligências e outros a recusarem fazê-lo, pelo que apela à rápida aprovação da legislação necessária.

Aquele organismo, que tem como bastonário Luís Menezes Leitão, frisa que o anúncio realizado na quinta-feira pelo primeiro-ministro, António Costa, apontava que a suspensão dos prazos processuais nos processos não urgentes teria início no dia 23 de janeiro, enquanto o comunicado do Conselho de Ministros referia a aprovação de uma proposta de lei, a submeter à Assembleia da República.

12:36

Reino Unido tem 77 casos da variante sul-africana e nove da brasileira

O Reino Unido conta já com 77 casos da variante sul-africana e nova da brasileira, avança a CNN.

Segundo os especialistas, a nova estirpe é mais contagiosa e afeta também as pessoas mais jovens.

12:30

IPG com aulas à distância e meios digitais à disposição dos alunos

As quatro escolas do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) regressaram ao ensino à distância para garantir a segurança de estudantes, professores, investigadores e funcionários em relação à covid-19, foi hoje anunciado.

A forma como as escolas do IPG irão funcionar nas próximas semanas foi definida na sexta-feira, pelo presidente da instituição, Joaquim Brigas, através do Regulamento de Medidas de Contenção e Minimização do Risco de Infeções pelo Vírus SARS-CoV-2.

11:46

Covid-19: polícia investiga roubo de doses da Coronavac no Brasil

A Unidade Básica de Saúde (UBS) Parque Reid, na região metropolitana de São Paulo, foi alvo de furto de duas doses da Coronavac, vacina contra a covid-19.

O caso está a ser investigado pela Polícia Civil. De acordo com testemunhas, as vacinas desapareceram na noite de sexta-feira.

11:34

Reino Unido já vacinou quase seis milhões de pessoas

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto dos 100.000.

O ministro de Saúde britânico, Matt Hancock, disse hoje que três quartos dos maiores de 80 anos do Reino Unido receberam uma vacina.

Hancock disse que três quartos dos residentes de lares de idosos também receberam a sua primeira vacina.

11:03

Alemanha regista 12.257 novas infeções e aumenta controlo nas fronteiras

A Alemanha registou 12.257 infeções e 349 mortes devido ao novo coronavírus nas últimas 24 horas, quando o Governo aperta o controlo nas suas fronteiras a países com alta incidência de contágios, incluindo Portugal.

Segundo dados atualizados na madrugada de hoje pelo Instituto Robert Koch (RKI), o número de casos positivos desde o anúncio da primeira infeção no país, no final de janeiro de 2020, é de 2.134.936 e o número total de mortes é de 51.870.

O número máximo de infeções foi registado em 18 de dezembro, com 33.777 novas infeções, e o de óbitos, em 14 de janeiro, com 1.244 em 24 horas.

10:46
10:38

Detetado sexto surto em lares de Torres Vedras com 40 infetados nos Campelos

Um surto de covid-19 foi detetado no Lar de Santo António, nos Campelos, em Torres Vedras, onde 40 pessoas estão infetadas, sendo este o sexto surto ativo em lares do concelho, informou o município.

O boletim epidemiológico deste concelho do distrito de Lisboa refere que surgiu um surto no Lar de Santo António, nos Campelos, com 40 infetados, dos quais 34 são utentes (dos 40 testados) e seis são funcionários (foram testados 36).

Ao todo, mais de três centenas e meia de infetados continuam ativos e 28 utentes morreram até agora desde que os surtos estão ativos.

10:28

África regista 778 mortes e 27.316 novos casos em 24 horas

A África registou nas últimas 24 horas mais 778 mortes por covid-19 para um total de 84.637 óbitos, e 27.316 novos casos de infeção, segundo os últimos dados oficiais da pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de infetados é de 3.418.514 e o de recuperados nos 55 Estados-membros da organização nas últimas 24 horas foi de 26.308, para um total de 2.878.234 desde o início da pandemia.

08:50
08:49

EUA registam 3.519 mortos e 176.581 casos em 24 horas

Os Estados Unidos registaram 3.519 mortos e 176.581 infetados com o novo coronavírus em 24 horas, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

O país contabiliza agora 24.982.615 casos e 417.337 óbitos por covid-19 desde o início da pandemia.

O estado de Nova Iorque continua a ser o mais duramente atingido pela pandemia com 42.134 mortes, seguindo-se a California com 36.763.

08:38

Vendas de algas e bivalves com quebras até 90% desde março

As vendas de algas e bivalves registaram, desde março, quebras de até 90% e devem continuar “residuais” nos próximos meses, tendo em conta que estes produtos se destinam, sobretudo, à exportação na Europa, indicou a Associação Portuguesa de Aquacultores.

“A pandemia teve impactos distintos nas diferentes espécies de aquacultura. No caso dos bivalves (ameijoa-boa, ostra e mexilhão) e algas o impacto é bastante severo, pois, como se trata de produtos que são maioritariamente exportados para a Europa, as quebras foram muito elevadas, atingindo em alguns casos 90%”, indicou o secretário-geral da Associação Portuguesa de Aquacultores, em resposta à Lusa.

08:17
08:11

Testes de despiste rápido a contactos de caso positivo no Corvo dão negativo

A Unidade de Saúde do Corvo informou no sábado que todos os contactos próximos do primeiro caso positivo de covid-19 da ilha mais pequena dos Açores testaram negativo no despiste rápido e pediu o confinamento da população.

Numa comunicação feita através das redes sociais, a Unidade de Saúde explica que o caso positivo detetado está “clinicamente bem, assintomático e em confinamento domiciliário”.

A ilha do Corvo, território que corresponde ao concelho menos populoso do país (cerca de 460 habitantes), era até sábado a única do arquipélago que ainda não tinha registado qualquer caso de infeção pelo novo coronavírus que provoca a doença covid-19, uma situação que mudou com a deteção de um caso.

23:55

Brasil com mais 1.202 mortes e 62.334 casos em 24 horas

O Brasil registou mais 1.202 mortes e 62.334 infeções confirmadas por covid-19, nas últimas 24 horas, segundo os números divulgados hoje pelo Governo brasileiro no boletim epidemiológico.

Hoje é o quinto dia consecutivo em que o país sul-americano soma mais de mil vítimas mortais diárias, no momento em que o país atravessa uma segunda vaga da pandemia.

Até agora, desde o início da pandemia, já morreram, em consequência da doença, 216.445 pessoas.

Em relação às infeções, com os mais recentes números o país ultrapassou os 8,8 milhões de diagnósticos positivos (8.816.254) desde o início da pandemia.

No Brasil, país lusófono mais afetado pelo novo coronavírus e um dos mais atingidos do mundo, a taxa de letalidade da doença permanece em 2,5%.

Já a taxa de incidência está fixada em 103 mortes e 4.195 casos por cada 100 mil habitantes.

Geograficamente, o foco da pandemia está em São Paulo, estado mais rico e populoso do país, que sozinho concentra 1.694.355 infetados e 51.423 óbitos.

23:00
22:17

França regista cerca de 24.000 novos casos num dia

As autoridades de saúde francesas contabilizaram hoje 23.924 novos casos de coronavírus num dia, número que se mantém estável e elevado durante a última semana.

Nas últimas 24 horas morreram 230 pessoas devido à covid-19 em França, elevando a 72.877 o total de mortes desde o início da pandemia, em março de 2020.

Nos hospitais, 25.900 camas estão ocupadas por doentes com problemas derivados do vírus, com 1.169 novas admissões num dia.

Do total, 2.869 doentes estão nos cuidados intensivos (menos 16 do que na sexta-feira).

A pressão sobre as unidades hospitalares e a circulação do vírus mantêm-se em níveis altos no país, onde foram registados mais de três milhões de casos positivos de covid-19 desde março.

22:16

Centro precisa de "soluções de emergência" para cuidados intensivos

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) exigiu hoje “soluções de emergência” para responder às necessidades de cuidados intensivos naquela zona do país, alegando que os planos de contingência “já estão ultrapassados”.

“A abertura de camas, de enfermarias, de cuidados intermédios e de cuidados intensivos não pode estar alheada da afetação adequada de recursos humanos médicos e de enfermagem. Todos os planos de contingência definidos já estão ultrapassados”, alertou o SRCOM em comunicado.

Segundo o presidente do SRCOM, perante a “realidade complexa da pandemia” da covid-19 na região Centro, que obriga a “medidas de exceção para a monitorização de doentes críticos”, a Administração Regional de Saúde e o Ministério da Saúde têm de implementar “soluções de emergência”.

“Neste momento tão exigente e difícil, não se pode continuar a criar camas sem o devido aumento de profissionais de saúde. É estar a criar a ilusão de uma capacidade que não existe, já que doentes em camas sem profissionais de saúde a tratar desses doentes, não é uma solução”, salientou Carlos Cortes.

De acordo com a SRCOM, a atual situação “só está a contribuir para o cansaço, a exaustão e o `burnout´ dos profissionais” de saúde, sendo necessário um “reforço urgente de recursos humanos”.

“É hora de olhar para todas as possibilidades. A Administração Regional de Saúde do Centro tem de assumir todas as hipóteses para salvar doentes críticos”, salientou Carlos Cortes.

Loading

N�o existem mais eventos...