Últimas Covid-19

Todas as notícias sobre a pandemia que já matou mais de dois milhões de pessoas em todo o mundo
03 Março 2021
28 abr 2020, 11:06

Projeto "AcolheUmaRefeição" reúne mais de 180 pessoas que querem doar comida

Mais de 180 empresas e pessoas que querem doar comida a quem mais precisa já aderiram à plataforma “Acolhe uma Refeição” que arrancou na segunda-feira e que pretende auxiliar os mais afetados na sequência da pandemia de Covid-19.

A ideia para avançar com o AcolheUmaRefeição surgiu depois de termos ouvido a presidente do Banco Alimentar, Isabel Jonet, dizer que em 27 anos nunca tinha visto nada assim, referindo-se ao aumento de pedidos de ajuda alimentar”, disse Ricardo Paiagua, da uppOut que gere a plataforma

Isabel Jonet revelou na segunda-feira que desde o início da pandemia de covid-19 já chegaram mais de 11.600 pedidos de ajuda de agregados familiares, através da Rede de Emergência Alimentar criada pela Entreajuda, da qual o Banco Alimentar faz parte.

Este número representa 55 mil pessoas, estima Isabel Jonet, e são todos novos casos de pobreza, provocados sobretudo pelo desemprego das pessoas que tinham trabalhos precários, e de profissionais liberais, que apenas recebiam quando trabalhavam.

V�DEO

“Banco Alimentar recebeu 11.500 pedidos de ajuda. Estimamos que sejam 55 mil pessoas”

A pandemia obrigou a economia a fechar e muitas pessoas entraram inesperadamente no desemprego ou em processo de lay-off. A zona de Lisboa e Setúbal têm sido das mais afetadas, de acordo com Isabel Jonet, do Banco Alimentar.
 



AO MINUTO

01:11
01:01
00:49
00:32
23:53
22:09
22:07
VÍDEO

Fim das moratórias: entrevista ao presidente do Millenium bcp na íntegra

Miguel Maya, presidente do Millenium bcp, esteve na TVI24, numa entrevista dirigida pelos jornalistas Vasco Rosendo e António Costa, diretor do jornal ECO.

Ontem às 22:06
21:53
VÍDEO

Fim das moratórias: “O Millenium bcp vai tentar encontrar soluções cliente a cliente”

Miguel Maya, presidente do Millenium bcp, esteve na TVI24, numa entrevista dirigida pelos jornalistas Vasco Rosendo e António Costa, diretor do jornal ECO.

O banqueiro revela que preferia que nunca tivessem sido criadas moratórias privadas, em Portugal, e sim apenas moratórias públicas.

Ontem às 21:49
21:53
VÍDEO

Miguel Maya: “Estas moratórias são um escudo de proteção contra a bomba que é a covid-19”

Miguel Maya, presidente do Millenium bcp, esteve na TVI24, numa entrevista dirigida pelos jornalistas Vasco Rosendo e António Costa, diretor do jornal ECO.

O banqueiro considera que tem sido criada a ideia errada de que as moratórias são “uma bomba relógio”.

Ontem às 21:48
20:57
20:01

Governo francês estima que situação deve melhorar a meio de abril

O Governo francês vê "um horizonte ao fundo do túnel" para esta terceira vaga da covid-19 a partir de meio de abril, embora os números de casos e de pessoas nos serviços de cuidados intensivos continuem a aumentar.

"O regresso à normalidade está à vista, os sítios que constituem a nossa vida social vão abrir, é um horizonte ao fundo do túnel que devemos ter como objetivo", disse hoje o porta-voz do Governo, Gabriel Attal, após o Conselho de Ministros que decorreu no Palácio do Eliseu, em Paris.

Este horizonte deve ser de quatro a seis semanas, segundo estima o Governo, mas até lá devem ser introduzidas novas medidas sanitárias de forma a travar a vaga de covid-19 que se mantém constante, apesar de já haver atualmente mais de 3 milhões de pessoas vacinadas no país.

As medidas que estão a ser estudadas incluem alargar o confinamento ao fim de semana a mais regiões.

As novas medidas devem ser apresentadas já quinta-feira pelo primeiro-ministro, Jean Castex.

Nas últimas 24 horas foram detetados 26.788 novos casos de covid-19, elevando assim para 3.810.316 o número total de casos confirmados no país.

19:52
19:45

Reino Unido regista 315 mortes nas últimas 24 horas

O Reino Unido registou 315 mortes e 6.385 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, uma descida face à véspera, divulgou hoje o Governo britânico.

Na terça-feira tinham sido notificadas 343 mortes e 6.391 casos, mas a média dos últimos sete dias é de 266 mortes e 7.173 infeções.

No total, morreram no Reino Unido 123.783 pessoas entre 4.194.785 casos de contágio confirmados desde o início da pandemia covid-19.

Até hoje, 20.703.615 pessoas receberam a primeira dose de uma vacina contra o novo coronavírus, das quais 895.412 receberam uma segunda dose, a qual é administrada com um intervalo de até 12 semanas.

19:44

Grécia prolonga confinamento até 16 de março e reforça restrições

O Governo da Grécia anunciou hoje o prolongamento do confinamento até 16 de março e um reforço das medidas restritivas, num momento em que o país enfrenta o "período mais difícil da pandemia" do novo coronavírus.

A Grécia, país que impôs um confinamento à população desde 07 de novembro de 2020, registou hoje a maior taxa diária de infeções, ao somar cerca de 2.700 novos casos da doença covid-19, segundo afirmou o ministro da Saúde helénico, Vassilis Kikilias.

"Estamos a atravessar o período mais difícil desta pandemia", disse o ministro, destacando que os hospitais públicos gregos, em particular na capital Atenas, têm estado sob uma "pressão insuportável" durante semanas.

“Ao ritmo a que estão a ocorrer as novas hospitalizações, o sistema público de saúde está a ultrapassar os seus limites em termos de infraestruturas e de pessoal", prosseguiu Vassilis Kikilias, apontando para um “aumento significativo” dos contágios associados à denominada variante inglesa do SARS-Cov-2 (detetada pela primeira vez em setembro de 2020 no sudeste de Inglaterra), que é identificada como mais contagiosa.

Perante esta situação, e com o intuito de conseguir a disponibilidade de centenas de camas nas unidades hospitalares públicas para doentes covid, um hospital militar e dois hospitais privados de Atenas vão acolher em breve doentes não-covid.

A par do confinamento, que já foi prorrogado várias vezes ao longo dos últimos quatro meses (a última vez no passado dia 26 de fevereiro e até 08 de março), o executivo helénico decidiu reforçar as medidas restritivas já a partir de quinta-feira.

Por exemplo, as pessoas só poderão fazer compras ou fazer desporto dentro do respetivo município e num raio máximo de dois quilómetros a partir do respetivo domicílio.

“Estas medidas visam reduzir a mobilidade (…) ficamos em casa, nos nossos bairros", disse o vice-ministro da Proteção Civil grego, Nikos Hardalias.

Também está previsto, entre outras medidas, um recolher obrigatório durante os fins de semana, a suspensão de casamentos e de batizados e um reforço das ações de fiscalização em locais de trabalho.

19:26
18:40

Casos voltam a aumentar em Itália com cerca de 21 mil nas últimas 24 horas

Os novos casos de covid-19 voltaram a subir em Itália, com 20.884 infeções e 347 mortes nas últimas 24 horas, segundo dados do Ministério da Saúde, que mantém fortes restrições para as próximas semanas.

Este número representa um forte aumento de casos em relação aos 17.083 de terça-feira, apesar de o número de exames realizados ter sido ligeiramente superior, 358.884 hoje contra os 336 mil do dia anterior.

O número de mortes permanece estável, com 347 novos óbitos registados hoje, mais quatro do que na terça-feira.

No total, 2.976.274 pessoas foram infetadas no país desde o início da emergência sanitária há um ano, sendo que o número de vítimas mortais é de 98.635.

A pressão hospitalar aumentou ligeiramente, já que dos 437.421 atualmente positivos, 22.174 permanecem hospitalizados, mais 277 do que no dia anterior, dos quais 2.411 (mais 174) estão internados em Unidades de Cuidados Intensivos.

Por outro lado, a campanha de vacinação continua e o número de doses inoculadas até ao momento é de 4.650.299, enquanto um total de 1.471.648 pessoas estão imunizadas depois de receberem as duas doses do fármaco.

Após a publicação, na terça-feira, de um novo decreto ministerial que vai entrar em vigor no sábado, confirmaram-se, entre outras medidas, a proibição de deslocações entre regiões até 27 de março, e mantém-se a classificação por cores de acordo com o risco epidémico.

Assim, Basilicata e Molise, no sul do país, mantêm-se no nível vermelho, o mais alto, e a ilha da Sardenha no nível branco, o mais baixo com apenas limitações, enquanto as restantes regiões estão na categoria laranja, o nível intermédio com duras limitações, e categoria amarela, com menos restrições.

17:52
VÍDEO

Os Qu4tro: quem foram os mais prejudicados pelos efeitos da pandemia?

Pedro Santos Guerreiro, Filipe Santos Costa e Anabela Neves analisaram os efeitos socioeconómicos da pandemia de covid-19 e quem foram os cidadãos mais prejudicados, na TVI24, no programa “Os Qu4tro”.

Ontem às 17:35
17:52
VÍDEO

Os Qu4tro: "Muita gente já foi surpreendida com o fim das moratórias"

O Bloco de Esquerda garantiu que já existem famílias e empresas a receber pedidos de pagamento devido ao fim das moratórias, decretadas como resposta à pandemia de covid-19.

Pedro Santos Guerreiro, Filipe Santos Costa e Anabela Neves analisaram a possibilidade de o Governo voltar a estender o período das moratórias, na TVI24, no programa “Os Qu4tro”.

Ontem às 17:50
17:41
17:39

Espanha ultrapassa as 70 mil mortes mas contágios continuam a descer

A Espanha registou mais 446 mortes nas últimas 24 horas atribuídas à covid-19, passando o total de óbitos para 70.247, segundo os números divulgados hoje pelo Ministério da Saúde espanhol.

As autoridades sanitárias também contabilizaram mais 6.137 novos casos de contágio pelo novo coronavirus desde terça-feira, elevando para 3.136.321 o total de infetados até agora no país.

O nível de incidência acumulada (contágios) em Espanha continua a descer, tendo passado de terça para hoje de 168 para 160 casos diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.

As regiões com os níveis mais elevados são as de Madrid (261), País Basco (219), Catalunha (199), Astúrias (200), Aragão (187), Castela e Leão (155) e Andaluzia (144).

Nas últimas 24 horas deram entrada nos hospitais em todo o país 952 pessoas com a doença (909 na terça-feira), das quais 225 na Catalunha, 197 em Madrid e 153 na Andaluzia.

Por outro lado, baixou para 10.788 o número de pessoas hospitalizadas com a covid-19 (11.246), o que corresponde a 9% das camas, das quais 2.709 pacientes em unidades de cuidados intensivos (2.796), 26% das camas desse serviço.

O número de casos de covid-19 caiu 95% entre janeiro e fevereiro nos lares de terceira idade em Espanha após o início da segunda dose da vacina, segundo um estudo publicado por um organismo público.

Os lares de idosos, muito atingidos há um ano durante a primeira vaga da epidemia, registaram 4.439 casos de covid-19 entre 18 e 24 de janeiro último e apenas 215 entre 15 e 21 de fevereiro de 2021, de acordo com um relatório do Instituto de Maiores e Serviços Sociais (Imserso), uma agência governamental espanhola, publicado na terça-feira à noite.

Loading

N�o existem mais eventos...