Últimas Covid-19

Todas as notícias sobre o novo coronavírus que está a preocupar as autoridades a nível mundial.
23 Outubro 2020
15 set, 19:32

São precisos docentes em teletrabalho para apoiar alunos em casa

A Associação Sindical de Professores Licenciados (ASPL) quer que o Ministério da Educação permita que os docentes dos grupos de risco continuem em regime de teletrabalho, lembrando que há sempre trabalho e alunos a precisar de apoio.

Na semana em que mais de um milhão de alunos regressam às aulas com ensino presencial, a ASPL continua preocupada com os professores que pertencem aos grupos de risco para a covid-19, mas também com os alunos que vão ter de ficar em casa.

Na maioria das escolas, para não dizer em todas, temos alunos que também pertencem a grupos de risco, muitos por problemas do foro respiratório. Estas crianças deveriam ter direito a aulas normais, com ensino à distância. Os professores de risco seriam os indicados para dar essas aulas”, defendeu a presidente da ASPL em declarações à Lusa.

"Além dos estudantes que pertencem a grupos de risco, vão surgir situações de alunos que terão de ficar em casa, porque surgiu um caso de covid-19 na família, no emprego de um dos familiares ou na turma de um irmão", exemplificou a presidente da ASPL, Maria de Fátima Ferreira.

"Não vai haver professores para todos os alunos", alertou a presidente da associação sindical, defendendo que estes docentes "poderiam dar apoio não apenas aos seus alunos, mas a outros que precisassem, através da criação de bolsas que poderiam funcionar a nível local ou regional". 

Maria de Fátima Ferreira garantiu à Lusa que “não faltará trabalho”, dando ainda como exemplo a necessidade de reforçar as aprendizagens, sobretudo ao nível dos apoios educativos, uma espécie de explicações para os alunos com mais dificuldades.



AO MINUTO

08:07

Alemanha volta a registar mais de 11 mil casos nas últimas 24 horas

A Alemanha contabilizou 11.242 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, semelhante ao máximo de 11.287 registado na véspera, elevando o total de contágios para 403.291 desde o início da pandemia.

O número de novas infeções supera significativamente os 7.734 casos registados na sexta-feira, segundo dados do Instituto Robert Koch.

O total de mortos subiu para 9.954, depois de terem sido registados mais 49 óbitos, sendo que 310.200 pacientes foram dados como recuperados.

07:49

Circulação nas fronteiras moçambicanas cai 80%

A pandemia de covid-19 está a provocar uma redução de 80% na circulação de pessoas nas fronteiras moçambicanas, de acordo com os mais recentes dados do Serviço Nacional de Migração (Senami) consultados hoje pela Lusa.

Um total de 20.909 entradas e saídas foram registadas na semana entre 10 e 16 de outubro, contra 102.306 em igual período de 2019.

Apesar do cenário, causado pelas restrições para prevenção da covid-19, o alívio de algumas medidas está a permitir uma retoma gradual.

07:27

China regista 18 novos casos importados

A Comissão de Saúde da China anunciou hoje terem sido identificados 18 casos de covid-19, nas últimas 24 horas, todos oriundos do exterior.

Os casos 'importados' foram diagnosticados em Xangai (leste), Chongqing (centro) e Fujian (sudeste).

As autoridades disseram que, nas últimas 24 horas, 15 pacientes receberam alta, pelo que o número de pessoas infetadas ativas no país se fixou em 248, incluindo três doentes em estado grave.

Desde o início da pandemia, a China registou 85.747 infetados e 4.634 mortos devido à covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

07:26

Peru com mais 47 mortes e 1.121 novos casos

O Peru registou 47 mortes por covid-19 e 1.121 casos nas últimas 24 horas, elevando o total para 879.876 infeções e 33.984 óbitos desde o início da pandemia, anunciaram hoje as autoridades peruanas.

Apesar de ser o nono país com mais casos de covid-19 e mortes, além do que tem a mais alta taxa de mortalidade do mundo, o Peru registou no último dia o número mais baixo de óbitos desde 26 de abril.

O número de casos ativos também desceu a fasquia dos 50 mil, tendo 796.719 pessoas recuperado da doença desde que o novo coronavírus chegou ao país, em março, segundo o Ministério da Saúde.

07:26

Promessa de vacinação gratuita em estado indiano agita eleições

A promessa de vacinação gratuita contra a covid-19 feita pelo Governo indiano no estado de Bihar, na campanha para as eleições locais, provocou polémica, com acusações ao partido no poder de instrumentalizar a pandemia.

A ministra das Finanças da Índia, Nirmala Sitharaman, fez a promessa durante a apresentação do manifesto do partido nacionalista hindu Bharatiya Janata Party (Partido do Povo da Índia, BJP) para as eleições estatais em Bihar, no leste da Índia, que arrancam na próxima semana e se realizam em várias fases.

A promessa levou a oposição a acusar o partido do primeiro-ministro Narendra Modi de politizar a pandemia e de explorar o medo da população, num país que é o segundo mais afetado pela doença.

07:22

Coreia do Sul regista maior número de casos em mais de 40 dias

A Coreia do Sul registou 155 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o maior número em mais de 40 dias, com um aumento de infeções em hospitais e lares da terceira idade.

Os 155 novos casos anunciados hoje pela Agência de Controlo e Prevenção de Doenças da Coreia do Sul elevam o número de infeções desde o início da pandemia para 25.698, que provocaram 455 mortes.

De acordo com as autoridades, 138 dos novos casos são transmissões locais, a maioria com origem na área metropolitana da capital.

07:17

Argentina regista 438 mortos e 16.325 casos nas últimas 24 horas

A Argentina registou 438 mortos e 16.325 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 27.957 e de casos para 1.053.650, disseram as autoridades.

O número de pessoas hospitalizadas nos cuidados intensivos por pacientes com covid-19 é agora de 4.611, um novo recorde.

Segundo as autoridades, 851.854 pacientes foram dados como recuperados.

07:15

Mais 479 mortos e 6.612 infetados no México

O México registou 479 mortos e 6.612 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 87.894 e 874.171 casos, informou o Ministério da Saúde.

Os casos acumulados tiveram um aumento de 0,76% e os óbitos de 0,45%, em relação ao dia anterior, indicaram as autoridades ao apresentarem nesta quinta-feira o balanço nacional da pandemia, que destacaram o facto de 636.391 pacientes terem sido dados como recuperados.

Covid-19 é a quarta causa de morte no México, atrás apenas de doenças cardíacas, diabetes e tumores malignos, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística e Geografia.

07:15

Colômbia com 172 mortos e mais de oito mil infetados num só dia

A Colômbia registou 172 mortos e 8.570 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 29.636 e de casos para 990.270, informaram na quinta-feira as autoridades.

De acordo com o balanço diário do Ministério da Saúde, o número de casos ativos continuou a diminuir até aos 64.651 e o de casos recuperados subiu para 893.712.

Os principais focos da pandemia na Colômbia são Bogotá, com 304.567 casos, seguindo-se Antioquia (149.191).

07:14

EUA registam 1.035 mortos e mais de 72 mil casos nas últimas 24 horas

Os Estados Unidos registaram 1.035 mortos por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Com este balanço, o país atingiu os 222.965 óbitos, com quase 8,4 milhões de casos confirmados desde o início da pandemia, depois de terem sido identificados 72.158 casos nas últimas 24 horas.

Nova Iorque é o estado com maior número de óbitos (33.377). Só na cidade de Nova Iorque morreram 23.955 pessoas.

00:47

Trump testa negativo à covid-19 antes do último debate presidencial

O chefe de gabinete da Casa Branca disse hoje que o Presidente Donald Trump testou negativo para a covid-19, antes do último debate presidencial com o candidato democrata, Joe Biden.

Mark Meadows adiantou que Trump foi testado a bordo do Air Force One, enquanto se dirigia para Nashville, Tennessee, e deu negativo.

A campanha de Biden disse também hoje que o candidato democrata também fez o teste e deu negativo.

O teste do Presidente dos EUA acontece depois de Trump ter estado infetado com o vírus, o que levou a estar internado três noites no hospital.

Ambas as campanhas foram obrigadas a certificar que os seus candidatos e convidados VIP tenham testado negativo antes dos debates.

No entanto, Trump e a Casa Branca têm repetidamente recusado a dizer se o presidente realmente foi testado antes de participar no primeiro debate, tendo sido diagnosticado com o vírus dois dias depois.

00:44

Brasil soma 24.858 novos casos e ultrapassa os 5,3 milhões de infetados

O Brasil registou 24.858 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, ultrapassando os 5,3 milhões de infetados (5.323.630) desde o início da pandemia, informou o executivo brasileiro na quinta-feira.

Em relação ao número de mortes, o país sul-americano somou mais 497 óbitos, num total 155.900 vítimas mortais.

Por outro lado, um consórcio formado pela imprensa brasileira, que colabora na recolha de informações junto das secretarias de Saúde estaduais, anunciou que o país somou 503 vítimas mortais e 25.033 infetados entre terça e quarta-feira, totalizando 5.325.682 casos e 155.962 vítimas mortais.

No Brasil, país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, 388.435 pessoas diagnosticadas com a doença estão sob acompanhamento médico, enquanto que 4.779.295 já recuperaram da covid-19.

Geograficamente, São Paulo, foco da pandemia no país, é o estado com maior número de casos de infeção (1.076.939), sendo seguido pela Bahia (340.665), Minas Gerais (343.159) e Rio de Janeiro (295.021).

Já os estados com mais mortes são São Paulo (38.482), Rio de Janeiro (20.021), Ceará (9.243) e Minas Gerais (8.621).

23:27

Governo investe mais de sete milhões em máscaras para o segundo período letivo

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, anunciou hoje um investimento adicional de cerca de sete milhões de euros para garantir máscaras e outros equipamentos de proteção individual às escolas no segundo período letivo.

Para o primeiro período, o Governo já tinha feito um investimento semelhante, assegurando na altura que para os períodos seguintes seriam dadas dotações adicionais, mas sem avançar valores.

“Já seguiu para as escolas a informação para haver um reforço do orçamento das escolas em cerca de sete milhões de euros para assegurar as aquisições para o segundo período de tudo aquilo que as escolas precisam verdadeiramente, nomeadamente as máscaras, o álcool gel e todos os outros materiais de que necessitam atempadamente”, revelou hoje Tiago Brandão Rodrigues.

O ministro da Educação esteve hoje no parlamento para uma audição por requerimento dos grupos parlamentares do PSD, BE e PAN, que chamaram o governante à Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto por diferentes motivos.

Durante cerca de duas horas, Tiago Brandão Rodrigues foi questionado por vários deputados, incluindo sobre as condições de segurança sanitária em vigor nas escolas.

A deputada do PAN Bebiana Cunha insistiu particularmente sobre este tema, referindo que as escolas têm feito o melhor trabalho possível apesar das orientações e normas que classificou como inexequíveis, referindo problemas como a falta de espaço nas salas de aula ou o arejamento desadequado.

Em resposta, o ministro recordou todo o trabalho que foi feito entre a Direção-Geral da Saúde (DGS) e o Ministério da Educação na produção de orientações gerais para o funcionamento das escolas e do referencial para as escolas sobre o controlo da transmissão do novo coronavírus, que continua em atualização, sublinhando também que no início do ano letivo as escolas já tinham disponíveis todos os materiais e equipamentos de proteção individual necessários.  

Sobre o mesmo tema, o deputado socialista Porfírio Silva criticou as vozes que apontam falhas “como se o ministério não tivesse feito nada”, apontando elogios ao trabalho do executivo.  

“As escolas são heroínas, como nós sempre dissemos, mas são heroínas porque fizeram parte de uma grande parceria coletiva, de que os governantes, a administração e os funcionários também fizeram parte, portanto deixemo-nos de hipocrisias”, atacou o deputado.

Comentando o pedido da deputada do PAN para um comentário do ministro às orientações da autoridade de saúde, o socialista questionou ainda, em tom de ironia, se “a função do Ministério da Educação é contestar os critérios da DGS”.

 

23:17
21:51
21:40

Um terço do total de infetados em Angola registou-se nos últimos 15 dias

Angola contabilizou nas últimas 24 horas mais 244 casos de infeção pelo novo coronavírus, elevando o total para 8.582 infetados, um terço dos quais notificados durante os últimos 15 dias, disse hoje o secretário de Estado para a Saúde Pública.

Para Franco Mufinda, o aumento de casos está “em muito” relacionado com a não observação das medidas de prevenção.

“A comissão multissetorial recomenda vivamente que se evitem ajuntamentos populacionais, que não ultrapassem as dez pessoas, exceto aqueles absolutamente necessários e relacionados com a satisfação de necessidades básicas, devendo ser observadas as medidas de prevenção e distanciamento físico”, destacou, alertando: “um de nós poderá ser o próximo infetado”.

Dos 244 novos casos, 229 verificaram-se em Luanda, 11 em Cabinda, três no Cuanza Norte e um em Benguela, com idades entre um e 79 anos, sendo 146 de sexo masculino e 98 feminino.

Foram também contabilizados mais cinco óbitos, três homens e duas mulheres, com 29, 59, 68, 78 e 83 anos, respetivamente, bem como a recuperação de 265 pessoas.

O quadro epidemiológico revela um total de 8.582 casos, com 260 óbitos, 3305 recuperados e 5.217 ativos, sendo 9 críticos e 23 graves.

Foram analisadas nas últimas 24 horas 1.343 amostras, num acumulado de 139.016 testes.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 2.245 em Portugal.

Em África, há 40.493 mortos confirmados em mais de 1,6 milhões de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Angola regista 260 óbitos e 8.582 casos, seguindo-se Cabo Verde (91 mortos e 8.122 casos), Guiné Equatorial (83 mortos e 5.074 casos), Moçambique (81 mortos e 11.559 casos), Guiné-Bissau (41 mortos e 2.403 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 935 casos).

21:13
VÍDEO

Vacina contra a covid-19: voluntário que morreu não tinha recebido o fármaco da AstraZeneca

Os ensaios clínicos da vacina britânica no Brasil não vão parar, apesar da morte de um voluntário por covid-19.

A vítima, um médico de 28 anos, não terá recebido a vacina experimental, mas apenas placebo.

Ontem às 21:13
21:09
VÍDEO

Deslocações entre concelhos terão de ser justificadas no fim de semana de finados

O Governo decretou novas medidas restritivas para o fim de semana de finados, de 30 de outubro a 3 de novembro.

A circulação entre concelhos fica proibida e há ainda restrições extraordinárias para os concelhos de Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras.

Ontem às 19:43
21:09
VÍDEO

Covid-19: Portugal passou de 1.278 casos diários para 3.270 em duas semanas

Portugal bateu, mais uma vez, o recorde de casos diários de covid-19, em 24 horas.

Registaram-se 3.270 novos contágios, dois mil foram detetados só na Região do Norte.

Ontem às 19:44
21:09
VÍDEO

Covid-19: Região Norte com mais dois mil casos nas últimas 24 horas

O Norte do país tem tido um aumento significativo de novos casos de covid-19, só esta quinta-feira foram detetados mais dois mil contágios.

Ainda assim, o que torna a situação mais complexa é que a maioria dos infetados está assintomática, tornando mais difícil detetar as cadeias de transmissão.

Ontem às 19:45
Loading

N�o existem mais eventos...