O Governo aprovou, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros um apoio de 65 milhões de euros para o setor do Desporto, dirigidos aos clubes e às federações.

35 milhões farão parte do Fundo de Apoio para a Recuperação da Atividade Física e Desportiva, para os clubes desportivos constituídos como associações sem fins lucrativos.

Uma das medidas desse fundo - chamada Reativar Desporto - vai dar um total de 30 milhões de euros "a fundo perdido", "para apoio direto a clubes desportivos no processo de retoma da atividade desportiva federada", diz o comunicado do Governo.

Os restantes cinco milhões irão ser distribuídos entre o Programa de Reabilitação de Instalações Desportivas de 2021, PRID 2021 (3 milhões de euros) e o Programa Nacional de Desporto para Todos de 2021, PNDpT 2021 (2 milhões de euros).

O objetivo é "dar condições aos clubes para desenvolverem atividades desportivas para a população, presenciais ou à distância, ajustadas ao contexto de pandemia", diz a nota.

Do "bolo" total de 65 milhões, os restantes 30 irão para uma linha de crédito no âmbito do Programa Federações+Desportivas, "dirigida a federações com estatuto de utilidade pública desportiva".

"Trata-se de um apoio histórico e robusto, que ascende a 65 milhões de euros, para um setor de relevância social e económica muito significativas, que tem sido particularmente afetado pela pandemia de covid-19", diz o Governo.

A mesma nota destaca que este setor já recebeu um total de cerca de 76 milhões de euros, "dos quais 50 milhões de euros em layoffs e de 26 milhões de euros em medidas de flexibilização tributária".

Desta vez, o Governo cricou mesmo "apoios específicos e adicionais", "direcionados à recuperação das organizações desportivas constituídas como associações sem fins lucrativos, tendo em conta a importância dos clubes desportivos enquanto células base do sistema desportivo".

Catarina Pereira