O escritor e ex-jornalista Mário Zambujal discursou na apresentação do livro «Chalana, a vida do génio» e partilhou com uma vasta plateia as memórias sobre o antigo futebolista do Benfica e da Seleção Nacional.

«Chalana explodia num festival de vivacidade dentro do campo e numa demonstração de arte pura daquilo que é jogar futebol. (...) O Chalana nunca foi um homem vaidoso, mas se dissessem de mim o que todos dizemos do Chalana, eu se calhar era vaidoso», afirmou.

Bernardo Silva: «Valor de Chalana? Acho que 200 milhões seria justo»

Mostrando-se feliz por rever algumas caras conhecidas e com as quais não mantinha contacto há muito tempo por ser, reconheceu, «um tipo um bocado escorregadio», o autor de «Crónica dos Bons Malandros», terminou a intervenção com um apontamento bem humorado.

«Eu fui jogador, ahn?! Ninguém me deu o devido valor, mas fui jogador. Se alguma vez quiser aprender a jogar a sério, vou ver os vídeos e digo: 'Agora vou jogar como o Chalana. Simplesmente aquelas partes sem bola.'»