O Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting decidiu instaurar processos disciplinares a alguns sócios, na sequência da Assembleia Geral do passado dia 10 de outubro.

A informação foi adiantada pelo jornal A Bola, e confirmada entretanto pelo Maisfutebol.

Como todos os órgãos sociais, o Conselho Fiscal e Disciplinar esteve presente na reunião da passada quinta-feira, e registou os nomes dos associados que, durante o discurso, lançaram injúrias, dirigidas nomeadamente aos corpos dirigentes.

A Assembleia Geral foi «quente», com muita contestação a partir das bancadas, mas a ação do Conselho Fiscal e Disciplinar diz respeito aos discursos.

Para terem a possibilidade de usar da palavra, os sócios têm de fazer uma inscrição prévia. Depois têm três minutos para falar, e durante esse tempo até surge a identificação do orador nos monitores do Pavilhão João Rocha, com a contagem decrescente do tempo da intervenção.

Com base nesta identificação, o Conselho Fiscal e Disciplinar, presidido por Joaquim Baltazar Pinto, decidiu avançar com os processos.

A decisão foi tomada na reunião desta terça-feira, ao final da tarde, e esses sócios vão agora ser notificados da mesma, sendo que as sanções previstas nos estatutos do clube vão da admoestação à expulsão.

Toda a atualidade do Sporting

Nuno Travassos