Desde o 25 de abril de 1974 que 32 concelhos se mantinham fiéis à mesma cor política. Eram os casos de Arcos de Valdevez, Alenquer, Arraiolos, Avis, Boticas, Valpaços, Santa Maria da Feira, Penedono, Penela, Oleiros, Ferreira do Zêzere, Mação, Calheta, Câmara de Lobos, Condeixa-a-Nova, Gavião, Cartaxo, Lourinhã, Torres Vedras, Alenquer, Odivelas, Campo Maior, Reguengos de Monsaraz, Portimão, Olhão, Serpa, Santiago do Cacém, Montemor-o-Novo, Palmela, Vila de Rei, Seixal, Moita e Mora.

Destas câmaras, sete acabaram por mudar de mãos. O PSD perdeu Ferreira do Zêzere e Penela para o PS, o PS perdeu Cartaxo e Reguengos de Monsaraz, enquanto a CDU, conhecida pelos vários bastiões, perdeu três câmaras para o PS: Moita, Mora e Montemor-o-Novo.

VEJA TAMBÉM:

Um sinal especial para a CDU, que continua a perder câmaras, já depois de em 2017 ter tido uma forte queda.

De resto, e ainda antes de serem conhecidos muitos dos resultados, o secretário-geral do PCP admitiu um mau resultado.

Não estou satisfeito com o resultado, não estou. Temos muito que avaliar, refletir, mas sempre com um sentido de que é preciso reforçar a CDU, como vamos fazer, refletindo sobre o que fizemos de menos bem”, sustentou.

Rui Rio destacou em grande a vitória “pela primeira vez” no Cartaxo: "Todos aqueles que têm dito que o PSD tem de virar à direita que pensem bem se a razão está do meu lado, que queremos um PSD ao centro, que consegue ganhar câmaras ao centro, ou se querem um PSD que não seja social-democrata e se encoste à direita para disputar 4 ou 5%”, criticou.

As sete câmaras que mudaram de partido
Câmara Partido em 2017 Partido em 2021
Ferreira do Zêzere PSD PS
Penela PSD PS
Cartaxo PS PSD
Reguengos de Monsaraz PS PSD
Moita CDU PS
Mora CDU PS
Montemor-o-Novo CDU PS
António Guimarães