A Opel, unidade europeia automóvel da General Motors (GM) deveria considerar seriamente insolvência em verz de procurar outras ajudas, disse o ministro alemão esta sexta-feira, avança o «Financial Times».

Recorde-se que um dos responsáveis da General Motors (GM) na Europa, Carl-Peter Forster, anunciou na quarta-feira que o plano que a Opel contempla a redução de mais de 3 mil postos de trabalho e cortes salariais.

«Teremos que contar com a redução de, esperemos que não sejam mais, 3.500 postos de trabalho».
Redação / LF