O assessor de imprensa do Benfica estava prestes a dar por encerrada a conferência de imprensa de antevisão ao clássico deste sábado com o FC Porto quando Bruno Lage fez marcha-atrás e novamente para falar sobre os avançados Raúl de Tomás e Seferovic.

O técnico setubalense admitiu ter deixado passar uma ideia quando foi anteriormente questionado sobre a mira pouco afinada dos jogadores da frente de ataque e acabou a recordar Nené, avançado do Benfica nas décadas de 70 e 80.

«Toda a gente o conhece, foi um dos melhores marcadores do Benfica e ele também passou por isso. Quando cá cheguei foi para treinar os meninos de dez anos e ele dizia-me isso. 'Quando não marcava golos, sofria também essa pressão e a minha resposta era correr. Sempre correr mais do que os adversários e do que os colegas que quisessem conquistar o meu lugar. Se eu estivesse a fazer esse trabalho, quando surgisse a oportunidade fazia o que fiz sempre: marcar golos'», referiu Lage.

Lage, um olhar para o novo FC Porto e os riscos dos laterais adaptados

Mais do que golos, Lage pede entrega aos avançados. «Foi a primeira coisa que lhes disse hoje: não há problema, não lhes vou pedir para marcarem golos. Mas quando deixarem de correr não têm hipóteses. Todos eles passam por isso e não é de agora», disse, lembrando tempos mais recentes. «Recordo-me de estar aqui sentado e falar sobre o João Félix, que estava há dois jogos sem marcar. Criou-se um problema, falou-se nisso e ele a seguir teve uma resposta fantástica: fez um hat-trick.»

O treinador do Benfica garantiu que todos os avançados são importantes e que, para além de não precisarem de marcar sempre para o demonstrarem, também não precisam de ser titulares para dar provas disso mesmo. E mencionou dois exemplos concretos da época passada. «Nesta sequência de 20/21 jogos de campeonato, vencemos duas vezes por 1-0. Uma no V. Guimaães-Benfica: sabem quem marcou? Seferovic, a sair do banco. Benfica-Tondela: sabem quem marcou? Seferovic e a sair do banco.»

David Marques / Centro de treinos do Benfica, Seixal