Jorge Jesus fez nesta sexta-feira a antevisão ao jogo com o Gil Vicente, mas a conferência ainda foi marcada pela expulsão de Eustáquio, na partida do Benfica frente ao P. Ferreira.

O treinador das águias admitiu que reviu o lance e mudou de opinião, uma vez que tinha considerado que o médio pacense tinha tido intenção de magoar Weigl, mas agora não lhe parece ter sido assim.

«Não tenho dúvidas sobre o que se passou entre o Eustáquio e o Weigl. Depois de ter analisado o lance, percebo porque chegou tarde à disputa de bola. Percebi que ele fez aquela entrada sem intenção e sem querer magoar o Julian [Weigl], ao contrário do que me pareceu na altura. Logo depois do jogo, percebi que pela perna de apoio, ele não teve intenção. Escorregou e ficou desequilibrado. Fui jogador desde os 14 anos. Sei o que são os tempos de entrada e que às vezes queremos dar na bola e noutras não», começou por dizer, recusando responder às palavras de Pepe, que dissera que Jesus não disse nada sobre as entradas dos jogadores do Benfica sobre Corona.

«Falo dos meus rivais nos jogos contra mim. E não vou comentar o que o Pepe. Comentar aquilo que o Pepe disse sobre uma jogada destas? [pausa] Grande moral», concluiu com um riso audível.

David Marques / Benfica Campus, Seixal