Questionado sobre uma certa tendência mundial para modelos táticos com uma linha de três defesas, e as vantagens e desvantagens dos mesmos, Jorge Jesus lembrou que começou assim a carreira.

«Quem acompanhou a minha carreira sabe que comecei assim, há 35 anos, no Amora. Com uma linha de três. Para mim é um sistema que não tem segredos, mas tem muitas variantes, não é fácil trabalhá-lo. A maior parte dos jogadores não são formados em 3x4x3 ou 3x5x2», começou por dizer.

«Mas não há nenhum sistema que seja perfeito. Isso tem muito a ver com as características individuais dos jogadores. Adaptei essa forma de jogar o ano passado, mais na segunda volta, pois entendi que algumas características dos jogadores podiam render mais», acrescentou, na antevisão do jogo com o Trofense, para a Taça de Portugal.

Nuno Travassos