Declarações de Jorge Jesus, treinador do Benfica, após o empate frente ao FC Porto, no Estádio do Dragão:

«Hoje vimos um Benfica forte. Muito forte em relação ao que foi o FC Porto. Um Benfica dominador, com quatro ou cinco oportunidades de golo. Na primeira parte praticamente só existiu a equipa do Benfica. O lance do Darwin que acaba no poste começa no Ody e é uma jogada com tanta qualidade que até merecia mais. Às vezes, até se joga bem de mais. Foi um Benfica dominador com bola e um Benfica controlador das ações ofensivas do FC Porto. Tudo o que é jogo dinâmico o FC Porto não conseguiu Hoje perdemos dois pontos aqui. Não saio daqui satisfeito. Uma equipa que tem esta oportunidade de ganhar tem de aproveitar, porque jogou muito para ganhar. Analisámos o jogo da Supertaça e houve aspetos que tentámos corrigir. Praticamente conseguimos anular o ataque posicional do Porto, o contragolpe do Porto. Só na bola parada não conseguimos parar. Rematamos mais, tivemos mais posse de bola. Foi tudo mais. Na bola parada não reagimos rápido ao momento que o adversário nos pode surpreender. Temos de reagir e responder logo à situação.»

[Sobre o desentendimento com Sérgio Conceição no fim] «O resto não interessa. São conversas minhas com o Sérgio que só dizem respeito a mim e a ele.»

[Sobre jogar com mais um jogador nos últimos minutos] «Por tudo aquilo que o Benfica fez havia de sair daqui vencedor. Quando estava 11 contra 11 o Benfica já era dominador. Claro que depois da expulsão ainda foi mais dominador. Mesmo nesse período não conseguiu criar tantas oportunidades como estava 11 contra 11.»

[Não aproveitou o deslize do Sporting] «Nem sabia o resultado do Sporting. Com toda a sinceridade. Fui para a flash sem saber o resultado do Sporting. 

«Quando falei do jogo. Já ganhei muitas vezes. Também tive algumas tristezas aqui. Nunca senti um jogo tão fácil para ganhar como hoje. Sinto alguma nostalgia porque tudo aquilo que o Benfica fez teve de ganhar. Antes do jogo perguntaram-me se podíamos ficar a sete pontos. Eu disse "atenção que o Sporting ainda não ganhou e o Benfica não perdeu no Dragão".»

[Sobre o posiciomento de Weigl, próximo dos centrais no início do jogo] «O Weigl tem posicionamento cada vez melhor com largura ou profundidade. Mas nosso segredo com a equipa do FC Porto hoje não passou por aí. Passou por outra estratégia. O FC Porto tem um corredor direito muito forte. Nós acho que conseguimos parar. Por aí, sim, acho que a estratégia funcionou.»

Sérgio Pires / Estádio do Dragão, no Porto