Jorge Jesus, treinador do Benfica, em declarações aos jornalistas após o jogo com o Benfica a contar para a 6.ª jornada da Liga:

[Weigl: já o desculpou sobre o erro cometido no golo do empate. E uma apreciação sobre a evolução do médio]

«Nem lhe disse nada em relação ao golo do Boavista. Para mim, quem tem mérito é o jogador do Boavista. O Weigl perde a bola, mas isso faz parte do jogo. Que é que não perde? Só é golo, porque é um golo de bandeira do jogador do Boavista. Nem ao intervalo nem quando acabou lhe falei sobre o golo. Dou é mérito ao jogador do Boavista.

Ele tem umas características especiais e tem-se sentido cada vez melhor fisicamente. Quando jogas com três jogadores ali é melhor para ele. Quando são dois é diferente. Tudo isso permitiu que ele se valorizasse mais individualmente, porque quando a equipa joga neste sistema, ele joga melhor.»

[Sobre a entrada de Lazaro ao intervalo]

«A substituição foi forçada, não tática. O Diogo saiu lesionado. Ao acabar a primeira parte, ele voltou a ressentir-se do problema que o tem vindo a apoquentar. Nota-se que o Lazaro é um jogador experiente, que não arrisca muito. Joga um jogo cauteloso para que não perca muitos passes. Mas está a adaptar-se. Do onze que jogou hoje, a maior parte dos jogadores já jogaram comigo no ano passado: hoje jogou o João Mário e o Roman Yaremchuk. E o João já trabalhou comigo e sabe o que quero dele. Quem chegou está a adaptar-se à equipa. Há momentos nas bolas paradas em que ainda não sabem bem o que têm de fazer e isso tem muita influência na minha escolha do onze.»

[Grande mutação do Benfica deve-se também à vinda de João Mário?]

«Como é óbvio. Individualmente, os jogadores podem melhorar ou não o trabalho da equipa. Mas não foram estes dois jogadores – João Mário e Yaremchuk – que fizeram com que a equipa tenha hoje uma forma melhor de jogar, mais segura, forte a defender e a atacar. Tem a ver com o tempo de trabalho. Conhecemo-nos todos melhor e as coisas tornam-se mais fáceis quando os jogadores bebem a ideia do treinador e acreditam nela. Acredito que nesta primeira volta o Benfica ainda vai melhorar e ter momentos de mais qualidade do que teve hoje.»

David Marques / Estádio da Luz, Lisboa