Bruno Lage anunciou que Haris Seferovic não é opção para a receção ao Moreirense. O treinador não esclareceu se o avançado está com algum problema físico ou se a ausência se deve a mera opção ou gestão de esforço. 

O treinador ainda explicou a opção de colocar Carlos Vinícius no banco frente ao Shakhtar - jogou 11 minutos. O brasileiro, explica, é um atleta que «demora a recuperar» de jogo para jogo.

«O Sefe está fora do jogo. Em relação ao Dyego e ao Carlos Vinícius, estão em pé de igualdade [na luta pela titularidade]. O Vinícius estava em risco em várias situações no jogo da Liga Europa. É um jogador muito potente e que não estava habituado a trabalhar de determinada forma. É um jogador que demora muito tempo a recuperar dos jogos. Como tal, quando os tempos de recuperação são curtos, temos de ter algum cuidado com ele. Já o perdemos em determinada altura da época com uma lesão. A jogar como nós jogamos, ainda por cima num mês em que a exigência foi máxima, tivemos de gerir.»

Dyego Sousa foi titular na quinta-feira e pode repetir a chamada frente ao Moreirense. «Está a trabalhar bem, adaptou-se bem e fez o jogo que precisávamos que fizesse naquele momento.»

 

Ricardo Gouveia / Centro de Treinos do Seixal