Bruno Lage em declarações à BTV no relvado já depois da entrega do troféu de campeão nacional ao Benfica. O treinador regressou ao relvado com uma camisola com o nome de Jaime Graça, glória do Benfica já falecida e com quem trabalhou:

«Não é o único homem importante na minha carreira. Mas é também muito importante na minha vida. Há outros com quem terei a oportunidade de partilhar este momento, mas esta primeira homenagem devia ser para ele, também para o meu pai, o Carlos Carvalhal, que também é um homem muito importante na minha vida. O José Rocha, que foi a primeira pessoa com quem trabalhei.

Depois, a aposta do presidente em mim, o Rui Costa e o Tiago [Pinto], que me apoiaram nesta aventura. É muita gente para partilhar o meu percurso mas a primeira homenagem tinha de ser ao Jaime Graça.

As coisas foram acontecendo: vim para a equipa B e acabo campeão nacional.»