Bruno Lage, treinador do Benfica, em declarações na conferência de imprensa após o empate com o Moreirense no Estádio da Luz:

«Faço minhas as palavras do meu colega, que fez uma análise perfeita do que foi o jogo.

Criámos muitas oportunidades de golo, não marcámos e sofremos em mais um momento defensivo que não conseguimos evitar. Podíamos ter feito o golo primeiro, não conseguimos, a equipa fez tudo para chegar à vitória. Empatámos, perdemos a liderança e neste momento o que temos de fazer é vencer o mais urgentemente possível. É isso que temos de fazer. Corrigir e continuar a trabalhar em cima dos nossos erros.

[Momento mais difícil enquanto treinador do Benfica?]

«É o momento mais difícil em termos de resultados. Não nos podemos esconder disso, é um facto. Não olho para trás para ver o que já conquistámos, nem vejo o que não conseguimos ganhar. Olho sempre para a frente. O jogo ficou fechado e é pensar no próximo jogo e no futuro. São 33 pontos e temos de conquistá-los. Não nos escondemos do momento.

Tivemos dois treinadores que valorizaram imenso o nosso trabalho. Luís Castro fez uma análise fantástica àquilo que foi o jogo com o Shakhtar: fizemos uma primeira parte contra eles em que podíamos ter outro resultado e com o Sp. Braga a mesma coisa. Hoje, o Ricardo fez uma análise correta sobre o jogo. O Benfica criou muitas oportunidades e vocês são líderes de fazer as vossas análises.»

[Que problema profundo é este que o Benfica atravessa? O que é que se passa?]

«Os problemas são em função dos vários jogos. Os espaços que podemos ou não oferecer e há espaços que vamos oferecendo. É responsabilidade do treinador. Os problemas estão mais do que identificados e temos de trabalhar para resolver os problemas da melhor forma. Não estamos a conseguir porque adversários estão a explorar esses espaços.»

«Chegando ao golo primeiro, acho que a equipa ia encontrar estabilidade, porque vem de uma sequência de resultados que não são favoráveis. Marcando o golo e ficando por cima do jogo, o Moreirense poderia ter de subir as linhas e sair um pouco lá de trás e podíamos ter outros espaços. Fizemos alterações para ter mais gente por fora, para atrair os homens para criar o espaço.

[Equipa precisa de se reinventar?]

«Estamos sempre a reinventar-nos e à procura de soluções que os jogadores nos podem trazer. A situação obriga-nos a ter um equilíbrio defensivo maior: não estamos a conseguir. E também não estamos a conseguir ter um maior rigor na linha defensiva. É olhar para os jogadores e perceber quais são as melhores opções para cada momento.»

David Marques / Estádio da Luz, Lisboa