O treinador do Sp. Braga, Carlos Carvalhal, em declarações na conferência de imprensa após o jogo com o Benfica, da meia-final da Taça da Liga 2020/21 e que terminou com triunfo minhoto por 2-1:

«Mais favoritismo ao Sporting? Porquê? São quatro equipas de 50/50. Todas têm qualidade, umas têm um tipo de argumento e outros de outro. Como quisemos vencer o Benfica, queremos vencer o Sporting. Temos argumentos para nos bater com qualquer adversário.»

«A ementa de hoje? Vai ser aquele frango dos hospitais, comida de jogador de futebol. Quanto aos jogos, estamos melhores em cada dia. Mau era se não tivesse evoluído como treinador, pelos países em que estive, pelo ponto de vista estratégico, pelos jogadores de seleção em que tens 16 internacional e só podem jogar 11, como no Besiktas. Vamos evoluindo e vamos cometendo os nossos erros.»

Diminui o mérito do Sp. Braga o facto de o Benfica não ter jogadores?

«Não vou abordar a situação porque já passámos por isso. Fomos jogar ao Sporting e o vírus atacou os nossos centrais, mais oito pessoas do nosso staff. É muito complicado gerir isso. Temos de saber lidar e procurar abordar da melhor forma. No Bessa fizemos um grande jogo, fomos ao Spoting e fizemos um grande jogo. Estamos aqui preparados para qualquer situação do género.»

«Ficámos surpreendidos pela inclusão de três médios e procurámos tentar perceber que posicionamentos iam ter. Os jogadores interpretaram bem. Se fiquei surpreendido sim, depois não porque nos preparámos. A inclusão do Fransérgio serviu para equilibrar.»

Luís Pedro Ferreira / Estádio Municipal de Leiria