O treinador do Benfica, Jorge Jesus, em declarações na conferência de imprensa após o jogo com o Sp. Braga, da meia-final da Taça da Liga 2020/21 e que terminou com um triunfo minhoto por 2-1:

«Começando pelo Weigl, é um jogador que sabe fazer muito bem aquelas duas posições [central e médio], no Dortmund jogou ali [central] muitas vezes. Sabia que ele podia ser um jogador influente com bola e quando não a tivéssemos, que podia jogar no meio dos nossos centrais. Foi perfeito na maior parte do jogo, soubemos controlar o Sp. Braga no ataque, o Sp. Braga não nos criou problemas. Sofremos dois golos de segundas bolas. Perdemos alguns posicionamentos, o que é normal numa última linha que nunca jogou junta. De resto, a equipa esteve perfeita. Nos primeiros 45 minutos estivemos mais perto do 1-0 do que sofrer. Tivemos uma oportunidade dois em um, primeiro do Darwin ao poste e depois o Cervi e o Rafa. O Sp. Braga fez golo em duas bolas paradas ofensivas. Quem entrou esteve bem, tiveram dificuldades nos últimos 15 minuto. Precisávamos de ter um corredor mais fresco, ainda tentei mexer nos alas, mas faltaram os laterais para chegar a essas zonas para criar situações de cruzamento. O Braga fez dois golos e fez a diferença. Se formos para a estatística, o Benfica tem mais cantos, mais remates à baliza. Mas o que faz diferença é o golo e o Braga é uma equipa bem trabalhada, do onze habitual só faltou o Paulinho.»

«Satisfeito não fiquei, ninguém fica quando perde. Senti que os que jogaram fizeram tudo e tiveram várias hipóteses de ter vencido este jogo. No meio da minha tristeza, senti que podíamos ter ganho. Falhámos em dois pormenores. Faltou depois sabermo-nos ajustar à segunda bola, não soubemos fechar o espaço e sofremos dois golos parecidíssimos. A equipa esteve sempre bem posicionada, o Sp Braga não criou problemas em ataque posicional. O Benfica teve ocasião para fazer golo, mesmo no início da segunda parte. O jogo foi todo ele equilibrado, apesar de o Benfica ter feito uma linha defensiva nova. Alguns jogadores ainda me surpreenderam, como o Cervi. Só não conseguiu nos últimos 15 minutos porque não tem jogado tanto, e vem do problema que sabem.»

Luís Pedro Ferreira / Estádio Municipal de Leiria