Declarações do treinador do Benfica, Nélson Veríssimo, na conferência de imprensa após a derrota na final da Taça de Portugal, frente ao FC Porto, por 2-1:

[Se a sua situação era ingrata e sobre o estado anímico jogadores] «Senti sempre os jogadores focados, mesmo nos jogos que fizemos para a Liga. Senti-os com uma grande vontade de responder de forma positiva, até porque sentiam que o que se tinha passado era injusto. Em relação à preparação não senti nenhuma limitação. Senti sempre esse sentimento presente.

[Sobre as poucas oportunidades de Jota] Isto é natural num plantel, há jogadores que têm mais oportunidades do que outros. Aquilo que devo sublinhar é que mesmo os que jogaram poucos minutos mostraram sempre disponibilidade e acrescentaram sempre coisas à equipa, jogando um ou 30 minutos.

[Teve medo de arriscar?] Basta ver o jogo e perceber que não foi assim.»

Rafael Vaz / Estádio Cidade de Coimbra