O lutador de boxe Kubrat Pulev que em março beijou uma jornalista que o entrevistava no final de um combate, foi multado em 2500 dólares (2200 euros), multa máxima possível, e só pode regressar à competição depois de frequentar aulas de prevenção ao assédio sexual.

O castigo foi aplicado pela Comissão Atlética da Califórnia (CSAC), que requer que o atleta búlgaro frequente essa formação até 22 de julho, data da próxima reunião.

Recorde-se que o beijo à jornalista foi completamente inesperado e sem consentimento e, no final, a repórter mostrou-se até atordoada com a situação.

Ora veja o momento:

 

 

«Queremos que este episódio sirva para ele aprender alguma coisa, em vez de lhe tirarmos a possibilidade de continuar a ganhar a vida como lutador», disse Martha Shen-Urquidez, da CSAC, citada pelo jornal Los Angeles Times.

Caso não frequente a formação, Pulev será multado em mais 2500 dólares e suspenso por mais 12 meses.