Esta sexta-feira o Sp. Braga pode alcançar o Sporting na classificação. No sábado, o Benfica pode voltar a ultrapassar o FC Porto, depois de ter perdido a condição de líder no clássico. No domingo, o Sporting pode voltar a fugir ao Braga e até aproximar-se do Benfica. Enquanto na segunda-feira o FC Porto pode voltar a destacar-se no primeiro lugar. Quatro dias em que os quatro possíveis candidatos ao título jogam um de cada vez, em dias diferentes. Numa altura em que, além da liga, falta disputar apenas a final da Taça de Portugal, fomos ver o que falta jogar a cada um dos quatro candidatos a fazer a grande festa no final da temporada.

Confira a classificação da Liga 2017/18

FC PORTO, 76 pontos

«Faltam pouco mais de três semanas para sermos campeões». A frase é de Sérgio Conceição, no rescaldo da derrota na Taça de Portugal, em Alvalade, diante do Sporting. De facto, os dragões, depois de terem voltado ao topo da classificação no clássico, começam a contagem decrescente na próxima segunda-feira, quando receberem o Vitória de Setúbal no Dragão. Na semana seguinte, o FC Porto tem uma difícil deslocação ao Caldeirão dos Barreiros para defrontar o Marítimo. Já na penúltima jornada, a equipa de Sérgio Conceição despede-se do Dragão na temporada 2017/18, com uma receção ao Feirense que até pode ser a festa do título, uma vez que na mesma ronda há dérbi em Alvalade. Na última ronda, o atual líder desloca-se ao Estádio D. Afonso Henriques para defrontar o Vitória de Guimarães. Nestes quatro jogos, o FC Porto precisa de fazer apenas dez pontos para não depender de terceiros.

 

BENFICA, 74 pontos

«Ainda não acabou e é bom que fique claro». Rui Vitória recusou atirar a toalha ao chão depois do clássico e lembra que o Benfica já esteve numa situação pior. O problema é que ganhar os quatro jogos que faltam pode não chegar. O campeão em título, para chegar ao ambicionado Penta, tem de esperar agora que o FC Porto perca um jogo ou empate dois. Isto se ganhar todos os seus jogos, a começar já no sábado, na Amoreira, diante do Estoril. Na semana seguinte, o clube da Luz recebe o Tondela antes de ir a Alvalade para o dérbi com o Sporting. Com os dois rivais separados por três pontos [caso nenhum perca pontos entretanto], este jogo pode também valer o segundo lugar, tendo em conta que, na primeira volta, no Estádio da Luz, registou-se um empate 1-1. Depois do dérbi, o Benfica fecha a temporada em casa frente ao Moreirense.

SPORTING, 71 pontos

«Clássico? Ainda não percebi qual era o melhor resultado para nós». Foi desta forma que Jorge Jesus reagiu à derrota do Benfica diante do FC Porto, voltando a falar do título que já tinha dado como «hipotecado» após a derrota em Braga. As contas dos leões, com dois adversários pela frente, não estão nada fáceis. É verdade que, nesta altura, o Sporting depende de si próprio para alcançar o Benfica no dérbi, mas para isso não pode hesitar até lá. Mas para chegar ao FC Porto, a cinco pontos, os leões teriam de contar com uma ponta final desastrosa do atual líder. O Sporting tem já um desafio complicado, no domingo, frente ao Boavista. Depois vai ao Algarve defrontar o Portimonense, antes do dérbi com o Benfica. A fechar a época, tal como o FC Porto, ainda uma difícil deslocação aos Barreiros. Isto tudo com apenas mais três pontos do que o Sp. Braga que vem logo ali atrás. Fechadas as contas do campeonato, o Sporting ainda vai disputar, a 20 de maio, a final da Taça de Portugal frente ao Desp. Aves.

SP. BRAGA, 68 pontos

«Lamento que só olhem para a classificação», referiu Abel Ferreira na antevisão do embate desta sexta-feira com o Marítimo, em alusão à possibilidade de alcançar o Sporting no terceiro lugar na abertura da 30ª jornada. Os minhotos serão os primeiros de três candidatos a defrontar o Marítimo, mas jogam em casa. Depois a equipa de Abel Ferreira vem a Lisboa defrontar o Belenenses de Silas, recebe o Boavista e vai a Vila do Conde medir forças com o Rio Ave. O Braga também pode ser o primeiro a sair desta equação, caso não vença esta sexta-feira o Marítimo e o FC Porto vença o V. Setúbal. Para ser candidato por mais uma semana, a equipa de Abel Ferreira tem conseguir, pelo menos, o mesmo resultado do que o FC Porto que só joga na segunda-feira.