O processo que atesta a morte de Natalie Wood há 30 anos por afogamento vai ser reaberto pelo Departamento do Sheriff de Los Angeles. As autoridades referiram que um caso vai merecer uma segunda abordagem na sequência de novas informações que pessoas que se apresentaram agora dizem ter.

A informação da reabertura do caso foi tornada pública por um comunicado emitido pelo Departamento do Sheriff, que é citado pelo The Wrap».

Natalie Wood morreu a 29 de Novembro de 1981, com 43 anos, numa viagem de barco à ilha Catalina com o seu marido, Robert Wagner, e o actor Christopher Walken, com quem trabalhava na altura no inacabado «Braistorm». O médico legista determinou que a actriz havia consumido bastante vinho antes de morrer.

Actriz de filmes como «Amor sem Barreiras» («West Side Story», 1961), «Fúria de Viver» («Rebel Without a Cause», 1955, com James Dean), ou «Esplendor na Relva» (1961, com Warren Beatty), Natalie Wood era um das grandes estrelas de Hollywood quando morreu.

Redação / PC