O realizador português Manoel de Oliveira é o convidado de honra do VI Faial Filmes Fest, um festival de curtas-metragens que decorre na cidade da Horta, Açores, entre 31 de Outubro e 7 de Novembro. O certame irá homenagear a carreira do cineasta português de 101 anos.

Neste evento, além do homenageado, estarão também presentes realizadores, como Pedro Costa, João Botelho, Manuel Mozos, Anna da Palma e António Ferreira, entre outros.

O Brasil é o país convidado desta edição do festival, onde estará representado por uma delegação liderada pelo Secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura.

O Faial Filmes Fest 2010 apresenta como principal novidade a abertura das secções competitivas a todos os países de língua oficial portuguesa. Em declarações à agência Lusa, o director do festival, Luís Pereira, afirma que, deste modo, o certame pretende «assumir-se como um espaço abrangente de reunião em torno do cinema, congregando as realidades culturais da comunidade de países de língua portuguesa».

No programa do festival merece ainda destaque uma secção competitiva aberta aos arquipélagos da Macaronésia (Açores, Madeira, Cabo Verde e Canárias).

Em competição estarão filmes produzidos a partir de 2008 nos formatos 35mm, 16mm, Super8, MiniDV, DVCam, BetacamSP e DVD, a cores ou a preto e branco, abrangendo os géneros Ficção, Animação e Documentário.

O júri vai atribuir os prémios de Melhor Filme, Melhor Ficção, Melhor Animação e Melhor Documentário, estando ainda previstos os prémios de Melhor Curtíssima, para películas com menos de cinco minutos, e Melhor Filme das Ilhas, para realizadores da Macaronésia.

O Melhor Filme de Escolas vai distinguir um trabalho produzido por escolas de cinema das ilhas da Macaronésia, enquanto o Prémio do Público será atribuído por escolha de todos os que assistirem ao festival.

A organização pretende ainda distinguir o Melhor Filme Açoriano, escolhido entre todos os que forem da autoria de realizadores nascidos ou residentes no arquipélago, e o Melhor Filme Faialense, para trabalhos de realizadores nascidos ou residentes na ilha do Faial.

A semana do festival de curtas das ilhas, além dos filmes, será também preenchida por conferências, exposições, oficinas e espectáculos de música.
Redação / IGP