O realizador português Miguel Gomes vai estar em novembro no Festival de Cinema de Turim, em Itália, onde será homenageado e mostrará toda a obra cinematográfica, escreve a agência Lusa.

A 30ª edição do Festival de Cinema de Turim decorrerá de 23 de novembro a 1 de dezembro em Itália. De acordo com a agência de notícias italiana Ansa, «depois do sucesso na Berlinale [festival de cinema de Berlim], com o seu último filme, "Tabu", Gomes estará no festival de Turim para a apresentação integral da sua obra, das curtas às longas-metragens».

A sessão incluirá, por exemplo, «A Cara Que Mereces» e «Aquele Querido Mês de Agosto» e as curtas «Inventário de Natal» e «Kalkitos».

Num ano de paralisia para o cinema português, com ausência de apoios financeiros estatais, este tem sido um ano particularmente feliz para o realizador Miguel Gomes.

O mais recente filme, «Tabu» recebeu em fevereiro os prémios da crítica e de inovação no festival de Berlim, está pré-selecionado para os Prémios Europeus de Cinema e é candidato ao Prémio LUX de Cinema Europeu 2012, atribuído pelo Parlamento Europeu. Em março, foi premiado no Festival de Las Palmas, em Espanha, e em agosto no festival Avvantua, na Croácia.

O filme «Tabu» é uma co-produção entre Portugal, França, Alemanha e Brasil, um filme sobre a memória e sobre o passado.

Miguel Gomes relata a história de Aurora (Laura Soveral/Ana Moreira) em duas partes distintas: com a protagonista em fim de vida e, em flashback, enquanto jovem em África, casada, e que trai o marido, acabando tudo em tragédia.

O filme é inteiramente a preto e branco e, na segunda parte, os atores não falam, ouvindo-se apenas o narrador e a banda sonora, em jeito de homenagem de Miguel Gomes ao cinema mudo.

Além de Ana Moreira e Laura Soveral, o filme conta, por exemplo, com Teresa Madruga e Carloto Cotta.

«Seremos uns sortudos se todos os anos estrear um filme como "Tabu": é um filme que conhece o cinema por dentro e por fora e usa-o para fazer magia pura», escreveu na semana passada o jornal «Telegraph» a propósito da estreia no Reino Unido. O filme estreará ainda este ano no Canadá e Estados Unidos.

Redação