Um em cada quatro bilhetes de cinema vendidos pela ZON no primeiro semestre de 2010 diz respeito a filmes projetados em 3D, anunciou a empresa.

No final do primeiro semestre do ano, segundo a ZON, todas as salas de cinema da empresa encontravam-se digitalizadas e a tecnologia de projeção em 3D estava presente em 60 salas, «uma média de mais de duas salas 3D por complexo de cinemas».

Para o administrador financeiro da empresa, José Pereira da Costa, o 3D no cinema «é já uma realidade» e «veio para ficar», esperando a empresa aumentar até final do ano os ecrãs de cinema com capacidade de projetar filmes em 3D, até porque no Natal serão lançados diversos filmes utilizando a tecnologia, refere a agência Lusa.

A ZON faturou 4,6 milhões de euros com a venda de bilhetes de cinema Lusomundo durante o segundo trimestre do ano, um valor idêntico ao conseguido entre Janeiro e março de 2010.

Apesar das receitas serem semelhantes, a operadora vendeu menos cerca de 30 por cento de bilhetes do que no primeiro trimestre.

De acordo com a empresa, que apresentou hoje os seus resultados semestrais, a ZON Lusomundo vendeu 1,716 milhões de bilhetes entre Abril e Junho, sendo que tinha vendido 2,471 milhões nos três primeiros meses.

A semelhança das receitas deve-se ao acréscimo do valor pedido nos bilhetes para filmes em 3D.