A revista norte-americana especializada em produções audiovisuais do circuito de Hollywood considerou as obras «Origem», de Christopher Nolan, o thriller protagonizado por Leonardo DiCaprio, e «A Rede Social», de David Fincher, sobre a ascensão de Mark Zuckerberg de estudante a fundador bilionário do Facebook, como as melhores produções do último ano.

Segundo refere a edição online da revista, a votação foi renhida mas o resulto é final. Com três votos, «A Origem» conquista o primeiro lugar da lista, enquanto o filme biográfico do fundador da rede social fica em segundo lugar, com dois votos.

Os restantes votos foram, por sua vez, distribuídos entre o épico «Carlos» do francês Olivier Assayas e o histórico «The King's Speech» de Tom Hooper, protagonizado por Collin Firth e Helen Bonham Carter. A longa-metragem «Um Profeta» sobre um prisioneiro de origem árabe em França também figura a lista dos melhores filmes de 2010, constando da lista de quatro dos críticos.

À obra de Jacques Audiard, seguem-se as obras de Danny Boyle, «127 Horas», e Roman Polanski «O Escritor Fantasma», tal como «Os Miúdos Estão Bem», em três das listas dos críticos de cinema.

Na categoria documental e animação os votos não foram tão consensuais. Os votos dispersaram-se entre a animação da Disney/Pixar «Toy Story 3», que constou de três das dez listas, enquanto a animação 2D de Sylvian Chomet «O Mágico» e «Como Treinar o Teu Dragão» da Dreamworks figurou duas das listas.

«Boxing Gym» de Serge Bromberg, «Henri-Georges Clouzot Inferno» de Ruxandra Medrea Annonier e «Exit Through The Gift Shop» do artista urbano Bansky são os únicos documentários eleitos pelos críticos da publicação.
Redação / ASM