Depois da curta-metragem que fez nos anos 1980, este é já o segundo tributo de Tim Burton aos clássicos do cinema de terror sob o nome «Frankenweenie».

Na altura foi em imagem real, com atores de carne e osso - agora é em animação stop motion e com mais tempo para contar a história do rapaz que ressuscita o cão de estimação, longe de imaginar as consequências.

A ciência dá uma ajuda à fantasia e a fantasia acaba por alimentar a comédia nesta que é a grande novidade das mais recentes estreias de cinema em Portugal.
Redação