"The Crown" e "The Mandalorian" lideram a corrida para a 73.ª edição dos prémios Emmy de televisão, empatadas nas 24 nomeações, de acordo com o anúncio feito esta terça-feira pela Academia de Televisão dos Estados Unidos.

As duas séries dramáticas da Netflix e a da Disney+ são seguidas, em número de nomeações, pela minissérie da Marvel/Disney+ "WandaVision", com 23, por "A História de Uma Serva" (21), da Hulu/MGM, a partir da obra de Margaret Atwood, pelo histórico e multipremiado programa de comédia da NBC "Saturday Night Live" (21), pela 'sitcom' "Ted Lasso", da Apple TV (20), por "Lovecraft Country", da HBO (18), outra série dramática, e pelas produções "The Queen's Gambit", da Netflix (18), e "Mare of Easttown", da HBO (16).

Em termos de produtoras/difusoras, segundo os números divulgados pela academia norte-americana de televisão, é a plataforma HBO que lidera as nomeações, com um total de 130 (incluindo a HBO Max), seguindo-se a Netflix, com 129, a Disney+, com 71, e a cadeia de televisão NBC, em quarto lugar, com um total de 46 nomeações.

A lista de candidatas a melhor série dramática demonstra igualmente o domínio de produções das plataformas de 'streaming', nos Emmy, com "Lovecraft Country", da HBO, "Bridgerton", da Netflix, "Pose", da FX, e "The Boys", da Prime Vídeo/Sony, às quais se juntam as multipremiadas "The Handmaid's Tale" ("A História de Uma Serva"), com a quarta temporada concluída, e "This is Us", da NBC, a única vinda de uma cadeia tradicional de televisão, que prepara a estreia da sexta e última temporada para 2022.

Para melhor série de comédia, foram nomeadas as novas produções "Cobra Kai", "Emily in Paris", "Hacks", "The Flight Attendant", "Pen15" e "Ted Lasso", que se juntaram as já veteranas "black-ish" e "O Método Kominsky".

Os atores Jonathan Majors ("Lovecraft Country"), Josh O'Connor ("The Crown") e Regé-Jean Page ("Bridgerton") receberam as suas primeiras nomeações dos Emmy para melhor ator, em série dramática, juntando-se a anteriores vencedores desta categoria: Sterling K. Brown ("This is Us"), Billy Porter ("Pose") e Matthew Rhys ("Perry Mason").

Emma Corrin ("The Crown"), Elisabeth Moss ("The Handmaid's Tale"), Uzo Aduba ("In Treatment"), Jurnee Smollet ("Lovecraft Country") e Mj Rodriguez ("Pose") são as candidatas a melhor atriz em série dramática.

Noutras categorias de representação, destacam-se as nomeações de Kate Winslet ("Mare Of Easttown"), Cynthia Erivo ("Genius: Aretha) e Elizabeth Olsen ("WandaVision"), em melhor atriz em minissérie dramática, e Kaley Cuoco ("The Flight Attendant"), Jean Smart ("Hacks"), Tracee Ellis Ross ("black-ish"), Allison Janney (Mom") e Aidy Bryant ("Saturday Night Live"), na área de comédia.

Jason Sudeikis (Ted Lasso") recebeu a sua primeira nomeação como ator, numa série de comédia, enquanto o anterior vencedor Kenan Thompson, já distinguido com um Emmy pelo trabalho em "Saturday Night Live", foi agora nomeado pelo programa em nome próprio, "Kenan". Anthony Anderson ("black-ish"), seis vezes nomeado nesta categoria, Michael Douglas ("O Método Kominsky") e William H. Macy ("Shamless") são os outros nomeados em comédia.

"Last week tonight", de John Oliver, com mais de 20 prémios Emmy conquistados em oito temporadas, permanece entre os candidatos a melhor programa de comédia, com sete nomeações.

"Friends: The Reunion", que no final de maio reuniu o elenco da 'sitcom' estreada nos anos de 1990, consegue quatro nomeações, na área de melhor programa especial.

Os vencedores serão conhecidos em 18 de setembro, numa cerimónia a realizar em Los Angeles, a partir das 20:00 locais (04:00 do dia seguinte, em Portugal Continental).

A lista completa das nomeações para os prémios Emmy está disponível em emmy.com.

/ AG