O ator norte-americano John Travolta anunciou que vai doar o seu “bem-amado” Boeing 707 a um museu de aviação australiano e espera fazer parte da tripulação que conduzirá o avião ‘vintage’ para a sua última viagem.

A estrela de “Febre de Sábado à Noite”, que é um piloto certificado e também embaixador da Qantas, adquiriu o aparelho quando deixou, 30 anos após ter sido construído, em 1964, de estar ao serviço da transportadora australiana.

É com grande prazer que faço este anúncio histórico de doar o meu bem-amado Boeing 707 à Sociedade para a Restauração de Aviões Históricos (HARS)", anunciou o ator num comunicado difundido no fim de semana.

A HARS, instituição com sede em Albion Park, localizada a 140 quilómetros a sul de Sydney, deve contribuir para a restauração do aparelho de modo a permitir que empreenda a longa viagem a partir dos Estados Unidos.

O aparelho precise atualmente de muito trabalho de restauração para poder garantir um voo seguro", explicou o ator, acrescentando "espero fazer parte da tripulação que irá levar o avião até à Austrália", indicou.

Os Boeing 707 dominaram o transporte aéreo na década de 1960, inaugurando uma nova era em que as viagens de longo curso deixaram de ser um apanágio exclusivo do transporte marítimo e ferroviário.