Dilip Kumar, um dos mais célebres atores indianos da época dourada do cinema de Bollywood, morreu esta quarta-feira em Bombaim com 98 anos depois de ter sido internado num hospital há uma semana.

É com grande tristeza e profundo pesar que anuncio a morte da nosso amado Dilip há alguns minutos. Viemos de Deus e a ele voltamos", disse o amigo da família Faisal Farooqui na conta do falecido ator na rede social Twitter.

 

Kumar foi internado num hospital em Bombaim, a 'meca' de Bollywood, em 30 de junho, com dificuldades respiratórias.

Dilip Kumar será recordado como uma lenda cinematográfica. Foi abençoado com um brilhantismo sem precedentes, através do qual cativou gerações de espetadores. A sua morte é uma perda para o nosso mundo cultural, as minhas condolências à família, amigos e inúmeros fãs", disse o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, numa mensagem também publicada no Twitter.

Dilip Kumar, nascido Muhammad Yusuf Khan em 1922 em Peshawar, agora no Paquistão, atuou em mais de 65 filmes, ao longo de 50 anos de carreira.

O ator é considerado como um dos mais populares da indústria. Estreou-se em 1944 com o filme Jwar Bhata, embora os seus filmes mais conhecidos são Mela (1948), Devdas (1955) e Mughal-E-Azam (1960).

/ CE