Kevin Spacey começou a ser julgado esta segunda-feira, no caso dos crimes de agressão sexual e ofensas corporais alegadamente cometidas sobre um jovem de 18 anos, empregado de um bar. O ator garantia que ia declarar-se inocente em tribunal e, de acordo com a secretaria do tribunal, um pedido de inocência foi entregue em nome de Spacey.

A próxima audiência está marcada para 4 de março e Spacey não precisa de estar presente no tribunal.

A acusação contra o ator de 59 anos foi deduzida em dezembro. O caso remonta a julho de 2016, mas só foi denunciado há pouco mais de um ano, em novembro de 2017, pela mãe da alegada vítima.

Kevin Spacey responde por acusações de agressão sexual e lesão corporal ao filho de uma jornalista televisiva de Boston, alegadamente praticadas num restaurante da ilha de Nantucket em julho de 2016.

Ator reage com trocadilho

Quando foi notícia que Spacey teria de responder em tribunal, o ator colocou no Youtube um vídeo de três minutos intitulado "Vou ser franco", um trocadilho com o nome da sua personagem na série House of Cards, Frank Underwood, e falou pela primeira vez em público desde que surgiram várias acusações contra si.

Falando na voz do seu personagem, que na série morreu depois de virem a público acusações semelhantes às que recaem sobre Spacey, afirma saber que o público o "quer de volta", sem se perceber totalmente  se o ator se refere às acusações que enfrenta na vida real.

Claro que houve quem acreditasse em tudo e estivesse à espera de me ouvir confessar tudo. Estão mortos por me ouvir declarar que tudo o que disseram é verdade e que tive o que merecia. Mas não vou pagar pelo que não fiz".

O vídeo termina com Spacey a dizer que em breve será conhecida "toda a verdade".

A ex-pivô Heather Unruh acusou em 2017 Kevin Spacey de ter agarrado os genitais do seu filho, então com 18 anos, na casa de banho de um restaurante.

Spacey está a ser investigado em mais do que um caso de agressão sexual: um em Los Angeles, por acontecimentos de 2016, enfrentando acusações sobre situações semelhantes quando era diretor artístico do teatro Old Vic, em Londres.