O ator e comediante norte-americano Bill Cosby foi condenado a uma pena de cadeia entre três a 10 anos de cadeia, por abusos sexuais. O ator de 81 anos foi acusado por mais de 60 mulheres e foi considerado culpado de três crimes a 26 de abril.

A sentença foi conhecida esta terça-feira, anunciada pelo Juiz Steven O'Neill.

Cosby foi considerado pelo tribunal como um predador violento, terá de se sujeitar a ajuda psicológica para a vida e o seu nome passará a integrar o registo de abusadores sexuais.

O juiz desafiou Bill Cosby a comentar a sentença, mas o ator preferiu permanecer em silêncio.

A condenação vai de encontro ao que era pedido pelo Ministério Público, que tinha proposto uma pena de de cinco a dez anos de prisão.

O advogado de defesa do ator pediu prisão domiciliária, usando como argumentos a idade avançada de Cosby e o fato de ele estar quase cego.

Os crimes pelos quais o ator foi declarado culpado são penetração sem consentimento, penetração enquanto a vítima está inconsciente e penetração após o fornecimento de medicamento.

Mais de 60 mulheres acusaram Bill Cosby de abusos sexuais entre os anos 1960 e 2000. Foi considerado culpado de três crimes de abuso sexual praticados contra Andrea Constand, em 2004.