O ator norte-americano Tom Hanks enviou uma máquina de café para a Casa Branca para ajudar os jornalistas na “luta pela verdade”.  

O presente chegou a Washington esta quinta-feira acompanhado de um cartão, com a seguinte mensagem:

“Para os jornalistas que cobrem a Casa Branca, que continuem a boa luta pela verdade, pela justiça, ao estilo norte-americano. Especialmente a parte da verdade.”

No cartão, também chamou a atenção dos jornalistas um desenho de soldados americanos com a seguinte legenda:

"Tropas americanas frescas e espirituosas, cheias de vitória, trazem milhares de prisioneiros de guerra, famintos e cansados."

Esta não é a primeira vez que Tom Hanks envia uma máquina de café para a Casa Branca. Fê-lo pela primeira vez em 2004, quando George W. Bush era presidente, e voltou a fazê-lo em 2010, já com Barack Obama, depois de ter tido conhecimento que o objeto oferecido estava em más condições de utilização.

Mas agora, com o cartão que o acompanhou, o presente parece ter um significado subliminar. De resto, Tom Hanks era um conhecido apoiante de Hillary Clinton nas últimas presidenciais norte-americano e chegou a criticar Donald Trump.

Recentemente, porém, Hanks disse que "a América já viveu tempos piores" e que continua a ser "o melhor país do mundo".