Luzes, câmara, ação! A temporada de prémios em Hollywood está de volta e a cerimónia dos Globos de Ouro é já este domingo. “La La Land - Melodia de Amor” é o grande favorito no género comédia ou musical, enquanto “Moonlight” e “Manchester by the Sea” são os dramas em destaque. E porque nem só de cinema vivem os "Globes", os melhores da televisão também vão ser distinguidos, num evento que se espera que seja recheado glamour.

Comecemos pelo filme mais nomeado: "La La Land - Melodia de Amor" tem sete nomeações e é o grande favorito no género comédia ou musical.

Venceu em dezembro o prémio de Melhor Filme atribuído pela associação de críticos de cinema e tem surgido nas listas dos melhores filmes de 2016, elaboradas pelas publicações da especialidade.

O filme de Damien Chazelle, realizador do premiado "Whiplash" (2014), conta-nos a história de amor entre Mia (Emma Stone) e Sebastian (Ryan Gosling). Ela é aspirante a atriz e ele é pianista de jazz. Ambos procuram oportunidades em Los Angeles, a cidade dos sonhos, num ambiente vibrante, cheio de cor e com muitos passos de dança.

Os outros nomeados na categoria de Melhor Comédia ou Musical são “20th Century Women”, de Mike Mills, “Florence, Uma Diva Fora de Tom”, de Stephen Frears, “Sing Street”, de John Carney e "Deadpool”, de Tim Miller.

Outra importante nomeação de “La La Land” é na categoria de Melhor Realizador, na qual Damien Chazelle é apontado como favorito. Mas Barry Jenkins, (“Moonlight”), que ganhou o prémio de Melhor Realizador dos críticos de cinema, e Kenneth Lonergan, de “Manchester by the Sea”, são outros potenciais vencedores. A lista dos melhores realizadores integra ainda Tom Ford ("Animais Noturnos") e Mel Gibson (“O Herói de Hacksaw Ridge”).

Emma Stone e Ryan Gosling voltam a fazer um par romântico em "La La Land - Melodia de Amor"
Emma Stone e Ryan Gosling voltam a fazer um par romântico em "La La Land - Melodia de Amor"

 

Os Melhores Atores de Comédia ou Musical

Em “La La Land”, Emma Stone e Ryan Gosling voltam a formar um par romântico, depois de o terem feito em “Amor, Estúpido e Louco” e “The Gangster Squad”. E as suas performances também foram nomeadas: Gosling como Melhor Ator de Comédia ou Musical e Stone na categoria de Melhor Atriz de Comédia ou Musical.

Ryan Gosling é o favorito na sua categoria. Concorre com outro Ryan, este de apelido Reynolds, que é o protagonista de "Deadpool", e também com Colin Farrell, que brilhou no bizarro "The Lobster", de Yorgos Lanthimos, com Hugh Grant ("Florence, Uma Diva Fora de Tom") e Jonah Hill ("Os Traficantes").

Tarefa mais difícil terá Emma Stone, que tem como principal adversária um peso pesado de Hollywood, que é também a atriz mais premiada de sempre nos Globos: nada mais nada menos do que Meryl Streep. Com a sua prestação em “Florence, Uma Diva Fora de Tom”, a atriz veterana procura a sua 9.ª estatueta nestes prémios.

Ainda na categoria de Melhor Atriz de Comédia ou Musical estão Hailee Steinfeld, ("The Edge of Seventeen"), Lily Collins ("Rules Don’t Apply") e Annette Bening ("20th Century Women").

Meryl Streep procura a 9.ª estatueta dourada nos Globos de Ouro

 

Os dramas

Passemos agora aos dramas. Descrito como uma espécie de “Boyhood 2.0", “Moonlight” tem conquistado a crítica e as revistas da especialidade. Conta a história intemporal de um jovem afro-americano de um bairro problemático de Miami, desde o nascimento até à idade adulta.

Com seis nomeações, disputa com “Manchester by the Sea” (cinco nomeações) o estatuto de favorito na categoria de Melhor Filme Dramático.

Por sua vez, “Manchester by the Sea”, de Kenneth Lonergan, traz-nos a história de um homem divorciado (Casey Aflleck) que se vê obrigado a tomar conta do sobrinho adolescente. O filme, que conta ainda com Michelle Williams, venceu o prémio dos críticos para Melhor Argumento.

Na categoria de Melhor Filme Dramático estão ainda nomeados “Lion, a Longa Estrada para Casa”, de Garth Davis, “O Herói de Hacksaw Ridge”, de Mel Gibson e “Hell or High Water - Custe o Que Custar!”, de David Mackenzie.

"Moonlight", de Berry Jenkins, é um dos favoritos na categoria de Melhor Filme Dramático

Os Melhores Atores de Drama

Com uma interpretação muito elogiada em “Manchester by the Sea”, que venceu, inclusivamente, o prémio dos críticos, Casey Affleck surge como o favorito a levar para casa o galardão de Melhor de Ator de Drama.

Mas há outros candidatos fortes que não podem ser excluídos da corrida: Andrew Garfield, que deu vida ao soldado Desmond Doss, em “O Herói de Hacksaw Ridge”, e o veterano Denzel Washington, que é o realizador e protagonista de “Fences”, uma adaptação cinematográfica da peça com o mesmo nome, de August Wilson, que venceu um prémio Pulitzer.

Na categoria de Melhor Ator de Drama estão ainda nomeados Viggo Mortensen, (“Capitão Fantástico”, de Matt Ross), e Joel Edgerton, (“Loving”, de Jeff Nichols).

Já em relação às atrizes, o favoritismo vai para Natalie Portman que, em "Jackie", interpreta uma figura emblemática da história dos Estados Unidos: a antiga primeira dama Jacqueline Kennedy. Realizado pelo chileno Pablo Larrain (“Não”, 2012), o filme foca-se naquilo que foi a vida de Jackie após o assassinato do marido, John F. Kennedy.

Se vencer, Portman levará para casa um Globo de Ouro pela terceira vez, mas, nesta categoria, há outras candidatas de luxo.

Desde logo a francesa Isabelle Hupert, o corpo e a alma do filme "Elle", realizado pelo autor de "Instinto Fatal", Paul Verhoeven. E depois há Amy Adams, que brilhou na ficção científica inteligente de Denis Villeneuve “Arrival – O Primeiro Encontro”,  Jessica Chastain, que protagonizou “Miss Sloane”, de John Madden, e Ruth Negga, “Loving”, de Jeff Nichols.

Natalie Portman em "Jackie", de Pablo Larrain

Os Melhores Atores Secundários

Nomeado por uma prestação muita elogiada em “Moonlight”, Mahershala Ali é apontado como favorito a levar o Globo de Melhor Ator Secundário, depois de ter sido distinguido nos prémios da crítica.

Quase tão favorito só o veterano Jeff Bridges, que deu vida a um ranger do Texas em “Hell or High Water - Custe o Que Custar!”. 

Simon Helberg, de Florence, “Uma Diva Fora de Tom”, Dev Patel, de “Lion”, e Aaron Taylor Johnson, “Animais Noturnos” completam a lista dos nomeados.

Mahershala Ali e Jeff Bridges estão nomeados na categoria de Melhor Ator Secundário

Nas atrizes com papéis secundários, Viola Davis surge em grande plano com a sua prestação em “Fences”. Mas há quem também destaque Naomie Harris, por "Moonlight".

As nomeadas nesta categoria formam, de resto, um elenco de estrelas: Nicole Kidman (“Lion”) Octavia Spencer ("Hidden Figures") e Michelle Williams (“Manchester by the Sea”).

A televisão

Mas nem só de cinema vive os Globos de Ouro. As séries e os atores de televisão também são distinguidos nesta gala. E no lote de nomeados há escolhas para todos os gostos: dramas, comédias, sem esquecer as mais recentes "coqueluches" da Netflix ou da Amazon.

O fenómeno mundial "Game of Thrones" está nomeado para Melhor Série de Drama, mas desengane-se se pensa que parte como favorito. A série baseada nos livros de George R. R. Martin está nomeada pela quarta vez, mas os especialistas acreditam que ainda não será desta que leva o Globo para casa.

"The Crown", uma produção da Netflix sobre a história da família real britânica, é que é apontada como a favorita nesta categoria.

A lista dos nomeados integra ainda "Westworld", a nova superprodução da HBO, "Stranger Things", outro sucesso da Netflix, e "This is Us", uma produção da NBC que está a conquistar o público e a crítica. 

Nas comédias, "Atlanta", "Blackish", "Mozart in the Jungle", "Transparent" e "Veep" são as séries candidatas a conquistar o Globo.

"The Crown", da Netflix, é a favorita a vencer o Globo de Melhor Série

As cartas estão lançadas. Este domingo, no Hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills, saber-se-à se os favoritos confirmam o seu estatuto, ou se, pelo contrário, surgem surpresas que voltem a baralhar o jogo, quando faltam menos de dois meses para os Óscares.

É que, como se sabe, os Globos de Ouro, atribuídos pela Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood, são uma espécie de antevisão para os prémios da Academia.

Sofia Santana