A uma semana da tomada de posse de Donald Trump, várias estrelas de Hollywood juntaram-se num novo vídeo para cantar “I Will Survive” (“Eu Vou Sobreviver”). Produzido pela revista W, o vídeo conta com muitos atores que estão em destaque nesta temporada de prémios, como Emma Stone, Amy Adams, Natalie Portman, Mahershala Ali, Andrew Garfield ou Dev Patel.

A canção de Gloria Gaynor, cuja letra apresenta versos como “Oh não, eu vou sobreviver/ Oh, desde que saiba como amar, eu vou continuar vivo”, foi um hit nos anos 80.

E depois de se ter transformado num hino de movimentos feministas e de ativistas LGBT, surge agora com uma conotação política, diretamente ligada à presidência de Donald Trump.

"Isto vai ser interessante. Poderá tornar-se demasiado real", diz Andrew Garfield logo no início do vídeo. 

Apesar de nenhum dos atores fazer referência ao novo líder norte-americano, a revista deixa clara a associação.

“Esta música, que desde sempre foi interpretada através de uma perspetiva de consciencialização social, é o hino que precisamos, agora mais do que nunca, com a inauguração que se aproxima. Com a iminente presidência de Donald Trump. Eu vou sobreviver”, lê-se no artigo da W em que é apresentado o vídeo.

A publicação recorda ainda que muitos dos atores que participam nesta reinterpretação da música eram apoiantes da democrata Hillary Clinton nas presidenciais de 2016.

O vídeo surge depois de na cerimónia dos Globos de Ouro, a 8 de janeiro, a atriz Meryl Streep ter criticado Trump num discurso que correu o mundo e que teve direito a resposta do republicano, no Twitter.

Sofia Santana