O realizador que foi atingido, esta quinta-feira, pelos disparos do ator Alec Baldwin durante as gravações de um filme, admitiu estar “destruído” pela morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins.

Joel Souza, que foi atingido no ombro quando Baldwin disparou tiros com uma arma, que acreditava estar descarregada, durante as gravações do filme “Rust”, quebrou o silêncio sobre o incidente após obter alta hospitalar.

“Estou destruído com a perda da minha amiga e colega, Halyna. Ela era querida, vibrante, incrivelmente talentosa, era uma lutadora e sempre me motivou a ser melhor”, disse o cineasta, em comunicado citado pela Reuters.

Halyna Hutchins foi atingida no peito, e acabou por não conseguir resistir aos ferimentos.

Joel Souza não adiantou detalhes sobre o incidente ou sobre os seus ferimentos, mas disse estar “grato por todo o carinho” que tem vindo a receber, não só da parte da comunidade do cinema, mas também das pessoas de Santa Fé, local onde decorriam as filmagens, e até mesmo de estranhos.

Também este sábado, o marido de Halyna Hutchins partilhou uma publicação na rede social Twitter, na qual descrevia a esposa como uma pessoa cheia de “paixão e visão”.

“A Halyna inspirava-nos a todos com a sua paixao e visão, e o seu legado é demasiado importante para colocar em palavras. Esta é uma enorme perda”, escreveu Matt Hutchins.

VEJA TAMBÉM:

"CHOQUE, TRISTEZA E DE CORAÇÃO DESPEDAÇADO": ALEC BALDWIN REAGE À MORTE DE HALYNA HUTCHINS

QUEM É ALEC BALDWIN? CONHEÇA O ATOR QUE JÁ DEU VIDA A MAIS DE 150 PERSONAGENS

HOLLYWOOD EM CHOQUE. O QUE SE SABE SOBRE O ACIDENTE QUE CULMINOU NA MORTE DE HALYNA HUTCHINS

Beatriz Céu