O realizador britânico Nicolas Roeg, conhecido por fazer filmes provocantes e trabalhar com as estrelas rock Mick Jagger e David Bowie durante uma carreira de seis décadas, morreu aos 90 anos, disse hoje a família.

Nicolas Roeg Junior, filho do cineasta, disse à Britain Press Association que o realizador de “Aquele Inverno em Veneza (Don´t Look Now)”, de 1973, e “O Homem Que Veio do Espaço (The Man Who Fell to Earth)”, de 1976, morreu na sexta-feira, sem dar mais pormenores.

Roeg trabalhou com Jagger em “Performance”, de 1970, e com Bowie em “O Homem Que Veio do Espaço”.

“Aquele Inverno em Veneza” é considerado um dos seus maiores sucessos, lembrado também pelas realistas cenas de sexo entre Julie Christie e Donald Sutherland.

“As Bruxas”, de 1990, com Anjelica Huston, é considerado um dos seus últimos grandes filmes.

Nicolas Roeg começou a realizar depois de ter obtido reconhecimento como diretor de fotografia.

Nascido em Londres, trabalhou em vários filmes famosos como “Lawrence da Arábia”, de 1962, e “Grau de Destruição (Fahrenheit 451)”, de 1966, antes de começar a realizar.

O Instituto de Cinema Britânico, que incluiu “Performance” e “Aquele Inverno em Veneza” na lista dos 100 maiores filmes, reagiu à morte de Nicolas Roeg, considerando que foi “uma força pioneira do cinema que criou alguns dos mais tocantes momentos de beleza, terror e tristeza já vistos”.

/ MM