Os atores afro-americanos Danny Glover e Samuel L. Jackson vão receber um Óscar honorário, a par da estrela norueguesa Liv Ullmann, musa de Ingmar Bergman, anunciou a Academia de Cinema norte-americana. 

Danny Glover receberá na cerimónia "Governor Awards", em 15 de janeiro de 2022, o prémio humanitário Jean Hersholt, um Óscar irregularmente concedido pela Academia para reconhecer alguém "cuja ação humanitária honrou a indústria cinematográfica".

Danny Glover faz campanha há décadas pela justiça e pelos direitos humanos, testemunho do seu compromisso em reconhecer essa humanidade que compartilhamos, tanto no ecrã quanto fora dele", disse em comunicado o presidente da Academia, David Rubin.

Outros óscares honorários serão entregues em janeiro a Samuel L. Jackson, Liv Ullmann e à atriz, guionista e realizadora Elaine May.

"Ícone cultural" internacional, segundo David Rubin, Samuel L. Jackson destacou-se em filmes de Spike Lee ("Do the Right Thing") e Quentin Tarantino ("Pulp Fiction", "Jackie Brown", "Django Unchained"). 

A todo, aparece em mais de uma centena de filmes, incluindo a saga Star Wars, onde interpreta um cavaleiro Jedi, Mace Windu.

A atriz norueguesa Liv Ullmann, de 82 anos, foi internacionalmente reconhecida pelo seu papel em "Persona", de Ingmar Bergman, em 1967, antes de ser estrela de vários outros filmes do célebre realizador sueco, com quem teve uma filha.

Elaine May, de 89 anos, notabilizou-se principalmente como guionista de "The Sky Can Wait" (1978) e "Primary Colors" (1998), ambos filmes nomeados para o Oscar. 

/ CM