As audiências televisivas do Óscares caíram 58 por cento em relação ao ano passado, seguindo a tendência de outras galas do mundo do espetáculo norte-americano, os Grammy e Globos de Ouro.

Segundo a Nielsen, os Prémios da Academia cinematográfica norte-americana tiveram apenas 9,85 milhões de telespetadores no domingo, menos de metade do anterior mínimo numa emissão dos Óscares.

A gala de 2020, com 23,6 milhões de telespetadores, havia tido a pior audiência até à data, muito longe dos 55 milhões de telespetadores de 1998, ano em que “Titanic” triunfou em Hollywood.

Em relação às razões para a descida, críticos de televisão apontam para algumas conjunturais, como o facto de o fecho de salas de cinema nos Estados Unidos devido à pandemia ter feito as grandes produções de Hollywood terem perdido a importância de anos anteriores face a serviços de "streaming" pela internet, como a Netflix, mas também a uma tendência de perda de popularidade da televisão em geral.

É ainda apontada a menor disponibilidade dos espetadores para assistir a programas de longa duração como galas (cerca de 4 horas), fragmentação das audiências e possibilidade de o público assistir aos principais momentos, em diferido nas redes sociais.

As alterações ao formato, devido às restrições associadas à pandemia, também terão tornado o espetáculo menos atraente, segundo os críticos.

"A transmissão de domingo na ABC foi mais como um cruzamento entre os Globos de Ouro e o banquete de encerramento de uma convenção longa e aborrecida", escreveu Mike Hale no The New York Times.  

As audiências dos prémios musicais Grammy despenharam 51% este ano, em relação a 2020, em linha com o registado com outras galas, como os Globos de Ouro e os Emmy.

Segundo a Nielsen, a audiência dos Grammy transmitios pela CBS, ficou-se pelos 9,2 milhões de telespetadores - através da televisão e internet - e foi a mais baixa de sempre.  

Os prémios musicais, com estrelas como Beyonce e Taylor Swift, não foram sequer o programa mais visto da semana, ficando atrás da série “NCIS”.

A queda de 51% surge em linha com a registada na emissão dos Globos de Ouro, cuja audiência ficou 63% abaixo do registado no ano passado, e também com as mais baixas de sempre dos Emmy, no final de 2020.

Tradicionalmente, os Óscares são o segundo programa com mais audiências no país, depois da final do campeonato de futebol americano (Super Bowl).  

/ RL