A atriz britânica Emma Watson tem sido criticada nas redes sociais pela forma ousada como pousou para a capa da revista americana Vanity Fair. Muitos colocam em causa os ideais da atriz, como feminista, depois de aceitar pousar seminua.

A sessão fotográfica para a revista ficou a cargo do fotógrafo Tim Walker, e a na imagem escolhida para a capa da revista Emma Watson aparece sem soutien.

Durante uma entrevista de apresentação do próximo filme da Disney, “A Bela e o Monstro”, a atriz aproveitou para se defender das inúmeras críticas de que tem sido alvo e adianta que a sessão fotográfica, a qual considera ser "artística", nada tem a ver com feminismo.

 

Não entendo o que tem os meus seios a ver com feminismo. O feminismo é dar escolha às mulheres. É a libertação, é a igualdade.”, afirmou a atriz durante a entrevista.

Emma Watson aproveitou esta polémica para dar uma lição sobre o feminismo ao mundo e mostrar que todas as mulheres são donas dos seus próprios corpos.

A atriz de 26 anos ficou conhecida pela interpretação de Hermione na saga Harry Potter. 

Emma Watson também ficou conhecida por ser uma das pioneiras do projecto HeForShe, uma Campanha Internacional criada pela ONU, para a Igualdade de Género das Mulheres.