É mais uma história de esperança e superação durante a pandemia mundial de Covid-19. Ermando Piveta tem 99 anos, combateu na II Grande Guerra, e é agora a pessoa mais velha a recuperar do novo coronavírus no Brasil. 

O veterano estava internado no Hospital das Forças Armadas de Brasília desde o dia 6 de abril. Depois de oito dias a lutar contra a doença, Ermando teve alta e, à saída, contou com muitos aplausos por parte dos profissionais de saúde

"Parabéns a todos os nossos profissionais do HFA! Essa vitória é de todos que, no combate à COVID-19, podemos comemorar hoje a cura de um herói brasileiro!", pode ler-se na conta do Instagram do Hospital. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Hoje, 14 de abril de 2020, às 14:00 horas, recebeu alta da COVID-19, em nosso Hospital das Forças Armadas, o ex-combatente do Exército durante a II Guerra Mundial, senhor Ermando Armelino Piveta, de 99 anos. O ex-combatente chegou ao HFA no dia 6 de abril, ficando internado por 8 dias na “Ala COVID” do hospital, reservada para os casos positivos da doença. Ele vence mais uma batalha, agora contra o novo coronavírus, recebendo alta no mesmo dia em que se comemoram 75 anos da “Tomada de Montese”, exitosa campanha das tropas brasileiras na Itália durante a II Guerra Mundial. O ex-combatente partiu de Itu-SP e foi até Dakar a bordo do navio Almirante Alexandrino. No retorno, atuou nas ações de guarda da costa brasileira (Fernando de Noronha, Pontal do Cururipe-AL, Natal e Recife) . Parabéns a todos os nossos profissionais do HFA! Essa vitória é de todos que, no combate à COVID-19, podemos comemorar hoje a cura de um herói brasileiro!

Uma publicação partilhada por Hospital das Forças Armadas (@hfasaude) a

Ermando estava a ser acompanhado em casa, mas quando sentiu forte cansaço e tosse acabou por ser internado. De acordo com os médicos, nunca esteve ligado às máquinas, mas a idade avançada exigia cuidados redobrados. O organismo forte foi a maior ajuda de Ermando.

Foi uma grande luta para mim, maior do que na guerra. Na guerra, matamos ou vivemos. Aqui temos de lutar para viver e deixamos que esta luta vença", disse. 

Falta ainda fazer um último teste para confirmar que o veterano está livre da infeção, mas os médicos garantem que está totalmente curado e vai poder recuperar em casa, junto da família. 

Carolina Brás