A Rússia vai lançar no mercado a vacina nasal Sputnik contra a covid-19 no primeiro trimestre de 2022, disse esta quarta-feira o Centro Gamalaya, produtor do fármaco.

Segundo o instituto, a vacina nasal, cujo desenvolvimento a Rússia anunciou a meio do ano, “vai ser especialmente eficaz contra a variante Ómicron altamente contagiosa, uma vez que não só protegerá contra a infeção, mas também vai impedir a transmissão”.

O Presidente russo, Vladimir Putin, participou em ensaios da vacina em novembro e destacou na terça-feira que a vacina russa de duas doses Sputnik V é altamente eficaz contra a variante Ómicron, garantindo “90% da proteção”.

 

/ BMA