A caminho dos 36 anos, Cristiano Ronaldo está a apresentar, no arranque da terceira época pela Juventus, registos condizentes com os que obteve durante várias épocas no Real Madrid.

O avançado português bisou neste domingo na vitória por 2-0 sobre o Cagliari e elevou para oito o número de golos marcados nas seis partidas oficiais que realizou em 2020/21 pela Vecchia Signora, o que perfaz uma média superior a um remate certeiro por jogo.

Todos os golos de Ronaldo foram apontados na Serie A, onde o português apanhou Zlatan Ibrahimovic no topo da tabela de goleadores. Não menos impressionante é o facto de CR7 ter participado, devido a infeção por covid-19, em apenas cinco dos oito jogos realizados pela Juventus na Liga italiana. Marcou em todas as aparições na prova, registo que nenhum jogador do clube de Turim alcançara desde que começaram a ser atribuídos três pontos por vitória (em 1994/95).

Uma análise aos números de Cristiano Ronaldo desde que se transferiu do Manchester United para o Real Madrid (em 2009/10) permite perceber que o avançado português dá sinais de não estar a abrandar o ritmo. Está com os melhores números para a Serie A em três épocas de Juventus e só numa época no Real Madrid havia conseguido marcar nas cinco primeiras presenças na Liga espanhola: em 2014/15, ano em que terminou o campeonato com o registo máximo pessoal de 48 (!) golos e não só marcou na primeira mão-cheia de jogos, como nas 11 partidas iniciais: foram 20 golos.

Cristiano Ronaldo nos cinco primeiros jogos do campeonato (Liga italiana e Liga espanhola):

2020/21 (Liga italiana) 8 golos *
2019/20 (Liga italiana) 3 golos
2018/19 (Liga italiana) 3 golos
2017/18 (Liga espanhola) 1 golo
2016/17 (Liga espanhola) 2 golos
2015/16 (Liga espanhola) 5 golos
2014/15 (Liga espanhola) 10 golos **
2013/14 (Liga espanhola) 4 golos
2012/11 (Liga espanhola) 3 golos
2011/12 (Liga espanhola) 7 golos
2010/11 (Liga espanhola) 1 golo
2009/10 (Liga espanhola) 5 golos

* Marcou nos cinco jogos iniciais nos quais participou

** Marcou nos cinco jogos iniciais nos quais participou e teve uma sequência inicial de 11 jogos sempre a marcar

David Marques