O Orçamento Suplementar, aprovado pelo Governo na passada sexta-feira, vai ser debatido a 05 de Fevereiro no Parlamento, onde a escolha do novo provedor de Justiça continua num impasse.

O agendamento do debate do orçamento foi feito na conferência de líderes desta terça-feira, que marcou os debates até meados de Fevereiro, escreve a Lusa.

O Governo aprovou sexta-feira, em Conselho de Ministros, um orçamento suplementar que prevê um défice de 3,9 por cento em 2009, superior ao limite de três por cento do Pacto de Estabilidade e Crescimento, corrigindo em alta a estimativa de 2,2% constante no Orçamento.

Sem agendamento continua a eleição do novo provedor de Justiça.
Redação / CPS