Após três ano como treinador de Valentino Rossi, o antigo tricampeão mundial, Luca Cadalora, deixou o cargo que ocupava na estrutura do piloto italiano da Yamaha no MotoGP.

Aos 55 anos de idade, Cadalora quer viver dias mais calmos e em família, longe do stress das corridas e do apoio a Rossi, cargo que ocupava desde 2016.

"Decidi fazer uma pausa", afirmou Cadalora em entrevista à «Sky Sport». "Foram três anos muito intensos e muito bons. Trabalhar com o Valentino foi uma experiência fantástica. Rossi é um grande campeão, não apenas como piloto, mas também como pessoa. Foi esse 'extra' que me ajudou a estar três anos no MotoGP”, acrescentou Cadalora.

O antigo piloto italiano não escondeu o final da sua relação profissional com Rossi, mas acrescentou que a nível pessoal quer continuar a contar com Valentino Rossi como amigo.

«Apenas nos separamos a nível profissional. A nossa amizade espero que dure para sempre. Para mim, isso é certamente o mais importante e acredito que seja para ele também o assunto mais importante”, acrescentou Cadalora, que quer passar mais tempo com a sua família a partir de 2019.

Nos últimos testes de pré temporada de MotoGP realizados em Jerez, Valentino Rossi já foi visto ao lado de Idalio Gavira, treinador da academia de Rossi, que será o novo treinador de Valentino Rossi já em 2019 , mas ainda não está certo se vai ficar no cargo de uma forma permanente. 

VEJA TAMBÉM: