O piloto Sérgio Leitão morreu, este domingo, durante uma corrida do campeonato nacional de velocidade de motociclismo, no Autódromo do Estoril, comunicou a Federação de Motociclismo de Portugal (FMP).

O piloto despistou-se estava a fazer uma das curvas do circuito. Depois do despiste, Sérgio Leitão foi levado para o Hospital de Cascais, onde acabou por morrer.

Apesar de prontamente socorrido e transportado para o Hospital de Cascais o piloto não resistiu aos ferimentos e faleceu já no hospital. Depois do acidente a organização da prova cancelou as restantes corridas agendadas para este dia de domingo", refere o organismo.

O acidente aconteceu cerca das 14:15, a quatro voltas do final da corrida da Copa Dunlop Motoval, em que Sérgio Leitão competia.

O piloto, com cerca de 40 anos, que participava com uma Honda CBR 600, terá ficado sem travões, saindo em frente na curva 6 do circuito português, a chamada "curva do tanque", segundo disse à Lusa um dos pilotos presentes no evento.

"Logo após o acidente foram acionados todos os meios habituais neste tipo de situações. A equipa de comissários e a equipa médica cumpriram com o seu trabalho e o piloto foi evacuado assim que as operações de estabilização terminaram. Infelizmente veio a falecer já no hospital e após uma reunião com todos os elementos do júri foi decidido cancelar o restante evento", referiu o presidente do Motor Clube do Estoril, António Lima, citado pelo comunicado da Federação Motociclismo Portugal (FMP).