A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) condenou, em comunicado publicado na sua página de Facebook, a agressão de que foi vítima a árbitra Inês Gomes por parte do treinador de uma equipa de infantis de futsal, durante um jogo da Associação de Futebol de Lisboa.

A jovem árbitra, foi agredida com uma cabeçada e cuspida na cara pelo treinador do CPCD, num jogo que opunha as formações do CPCD e do Povoense. Inês Gomes não precisou de assistência hospitalar mas já apresentou queixa às autoridades, visto o jogo não ter policiamento", refere o comunicado.

A APAF acrescenta que "já prestou o devido apoio e tudo irá fazer para que este ato não passe impune e o agressor seja devidamente castigado".

A APAF acredita que cada vez mais é urgente e necessário a existência de programas e campanhas focados em trabalhar a questão da violência sobre a Arbitragem, onde ela realmente acontece, nas bases e no denominado futebol de formação, pois se conseguirmos a abertura necessária para a construção de uma nova mentalidade, teremos, certamente, resultados capazes de surpreender muitos daqueles que se mantêm descrentes em relação ao futebol e à Arbitragem Nacional", conclui o comunicado.