Luís Filipe Vieira colocou um ponto final nas dúvidas e garantiu, em entrevista exclusiva à TVI, que é a última vez que se candidata à presidência do Benfica, mesmo que daqui a quatro anos, os encarnados estejam perto de conquistar o inédito pentacampeonato.

É mesmo o último mandato”, garantiu.

 

O ainda líder do clube reiterou a confiança em Rui Costa, para dar continuidade ao trabalho iniciado em 2003, e apontou o candidato a vice-presidente como o líder de futuro.

Eu represento o presente, o Rui representa o futuro”,afirmou.

 

Luís Filipe Vieira assumiu que o objetivo, caso seja reeleito, será o sucesso desportivo sem descartar um título europeu.

O presidente das águias acrescentou ainda que apesar do investimento recorde feito no início da temporada, os encarnados podem voltar em ao mercado já em janeiro.

Relativamente ao caso Lex, Luís Filipe Vieira disse que é inocente e garante que nunca subornou ninguém, referindo-se ao juiz Rui Rangel.

Não tenho nada a ver com o caso Lex. Não subornei ninguém”, reiterou.

Vieira garante que não subornou ninguém e acrescenta que o caso Lex não lhe tira o sono. O presidente do Benfica explicou que quem conhece a acusação, sabe que pode estar tranquilo.

Durmo com a consciência tranquila. Alguém do Estado português devia-me dinheiro há mais de dez anos”, esclareceu.

 

Luís Filipe Vieira garantiu que quem diz que o Benfica não precisa de vender jogadores “não sabe o que diz”.

O presidente das águias lembrou que é necessário vender ativos, comparando as contas do clube com FC Porto e Sporting.

Temos de vender jogadores. A não ser que pensem que estão em Inglaterra”, ironizou.

 

Luís Filipe Vieira explicou que a decisão de antecipar as eleições do Benfica foi do presidente da mesa da assembleia-geral do clube.

O presidente das águias considerou que a alteração foi a melhor opção devido ao aumento do número de casos de covid-19, em Portugal.

Não vejo inconveniente nenhum para ninguém nas eleições serem no dia 28”, referiu.

 

O líder do Benfica foi ainda crítico da postura dos restantes candidatos à presidência do clube encarnado. Ainda assim, Luís Filipe Vieira enalteceu a mudança de estratégia de Rui Gomes da Silva para estas eleições.

Hoje, o Rui Gomes da Silva até é bastante moderado, em relação à outra campanha. Ele dá a cara. Os outros não, são subterrâneos”, referiu.

 

Nuno Mandeiro